Publicidade

Estado de Minas

Beasley testa positivo para coronavírus uma semana após ser contratado pelos Nets


postado em 14/07/2020 20:49

Contratado na semana passada pelo Brooklyn Nets para jogar o final da temporada da NBA, o atacante Michael Beasley testou positivo para o coronavírus e deixou a sede da "bolha" da Disney World (Orlando), informou a mídia americana nesta terça-feira.

Beasley, de 31 anos, "testou positivo para o coronavírus, voltou para casa e sua presença na equipe do Nets é dúvida", disse o jornalista Shams Charania, da mídia digital The Athletic, no Twitter.

A NBA havia informado na segunda-feira que dois jogadores testaram positivo para coronavírus nos 322 exames realizados em 7 de julho na concentração da Disney World em Orlando, onde a temporada recomeça no dia 30 de julho.

Esses dois jogadores, que não foram identificados, deixaram o hotel para "se isolar em casa ou em acomodações isoladas", afirmou a NBA.

Beasley e outro veterano, Jamal Crawford, foram contratados na semana passada pelo Nets para aliviar os sete desfalques que o time tem na Disney World, incluindo seus grandes nomes Kevin Durant e Kyrie Irving, ambos machucados, e outros jogadores como Spencer Dinwiddie e DeAndre Jordan, infectado com COVID-19.

Beasley não disputa nenhum jogo desde fevereiro de 2019, após uma temporada com o Lakers. Em agosto de 2019, ele foi suspenso por cinco jogos por violar as políticas anti-drogas da liga e teria que cumprir essa suspensão em Orlando antes de poder voltar a jogar.

O Nets, que ocupa a sétima posição na Conferência Leste, anunciou na terça-feira a contratação de Lance Thomas, outro veterano ala que estava sem equipe, para adicionar mais peças à sua equipe em Orlando.

Também nesta terça-feira, Harrison Barnes, atacante do Sacramento Kings, anunciou que testou positivo para COVID-19 antes de sua equipe viajar para Orlando na semana passada.

"Eu tenho estado principalmente assintomático e estou bem", disse Barnes em sua conta no Twitter. "Estou em quarentena e espero me juntar à minha equipe em Orlando quando for seguro".

Pelo menos 19 jogadores testaram positivo para coronavírus em exames realizados antes das equipes viajarem para Orlando e não poderão se juntar a seus colegas até que eles recebam autorização médica.

O pivô All-Star Nikola Jokic, que teve resultado positivo para COVID-19 em junho na Sérvia, seu país natal, já se juntou aos demais jogadores do Denver Nuggets no hotel de concentração da Disney World.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade