Publicidade

Estado de Minas

Homem negro encontrado enforcado em árvore nos EUA cometeu suicídio, diz polícia

Morte de Fuller em Palmdale, a uma hora de carro a nordeste de Los Angeles, foi inicialmente e rapidamente declarada suicídio, mas as autoridades recuaram e ordenaram uma investigação completa.


postado em 09/07/2020 21:55 / atualizado em 09/07/2020 22:08

Robert Fuller foi encontrado morto pendurado pelo pescoço perto da prefeitura de Palmdale(foto: Reprodução)
Robert Fuller foi encontrado morto pendurado pelo pescoço perto da prefeitura de Palmdale (foto: Reprodução)

A morte de um homem negro encontrado enforcado em uma árvore em uma pequena cidade da Califórnia, que levantou suspeitas de possíveis linchamento em meio a protestos antirracismo no país, foi suicídio, de acordo com os resultados da autópsia divulgados nesta quinta-feira (9).

 

Robert Fuller, 24, foi encontrado morto pendurado pelo pescoço perto da prefeitura de Palmdale, após lutar contra doenças mentais e pensamentos suicidas desde 2017, disseram as autoridades.

"O legista divulgou seu relatório final de autópsia e o entregou ao departamento do xerife, e ele considerou esse caso um suicídio", disse o detetive do condado de Los Angeles, Chris Marks, em entrevista coletiva.


O relatório forense, ao qual a AFP teve acesso, não encontrou evidências de trauma que sugerissem o envolvimento de outras pessoas.


"Isso, juntamente com a existência de evidências de ideação suicida anterior e uma história de problemas de saúde mental, apoia a conclusão de que é um suicídio", declarou.


A morte de Fuller em Palmdale, a uma hora de carro a nordeste de Los Angeles, foi inicialmente e rapidamente declarada suicídio, mas as autoridades recuaram e ordenaram uma investigação completa.


Milhares de pessoas se manifestaram exigindo uma investigação completa, e a família de Fuller questionou a possibilidade de ele tirar a própria vida.


A morte de Fuller ocorreu quando protestos contra a brutalidade policial e o racismo se espalharam pelas cidades americanas após a morte de George Floyd em 25 de maio, enquanto era detido em Minneapolis.


Em 31 de maio, outro homem negro foi encontrado pendurado em uma árvore em Victorville, a apenas 80 quilômetros a leste de Palmdale. Também foi determinado que se tratava de suicídio.


Ambos os eventos despertaram lembranças dolorosas de um passado nos Estados Unidos em que milhares de negros foram linchados.


No auge dessa época de violência racial, o grupo supremacista branco Ku Klux Klan enforcava suas vítimas em árvores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade