Publicidade

Estado de Minas

EUA consideram "pouco provável" reunião Trump-Kim Jong Un antes da eleição


postado em 29/06/2020 18:43

A diplomacia americana informou duvidar de uma possível reunião entre o presidente do país, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, antes das eleições de novembro nos EUA, embora o mandatário americano mostre esperança em avançar nas negociações nucleares.

O secretário assistente de Estado, Steve Bieguen, observou que a pandemia global torna difícil a ocorrência de qualquer encontro pessoalmente.

Bieguen considerou "pouco provável" um encontro pessoal entre os dois líderes.

No entanto, os Estados Unidos "continuarão deixando a porta aberta para a diplomacia", segundo Bieguen, ao ser questionado sobre a relação bilateral durante uma possível cúpula.

As tensões aumentaram novamente na península coreana, depois de Pyongyang explodir um escritório de ligação com a Coreia do Sul.

Ao assumir o governo em 2018, Trump se tornou o primeiro presidente dos Estados Unidos a se reunir com o líder da Coreia do Norte, um país com o qual a grande potência mundial nunca havia terminado oficialmente uma guerra iniciada há 70 anos.

No eventual encontro entre os líderes, em Cingapura, ambos mandatários concordaram nos termos gerais de um plano para encerrar o programa nuclear da Coreia do Norte.

Porém, a cúpula seguinte, ocorrida no último ano em Hanói, representou um passo para trás no desenvolvimento da questão. Os Estados Unidos rejeitaram as exigências da Coreia do Norte de um alívio nas sanções internacionais contra esse país, declaradas anteriormente.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade