Publicidade

Estado de Minas

Primeiro-ministro búlgaro é multado por entrar em igreja sem máscara


postado em 23/06/2020 13:19

O chefe do governo búlgaro, Boiko Borissov, terá que pagar uma multa por entrar num igreja sem máscara, anunciou o Ministério da Saúde.

"Uma multa será aplicada ao primeiro-ministro, sua equipe e jornalistas por não respeitar as medidas contra a epidemia e principalmente por violar o decreto" sobre o uso obrigatório de máscaras em locais públicos fechados, informou o ministério.

Borissov foi ao mosteiro de Rila (sudoeste) nesta terça-feira para um projeto de renovação da estrada que leva a este local religioso. Depois de uma conversa com o superior do mosteiro, ele entrou na igreja sem máscara.

O líder conservador de 61 anos se recusa a usar uma máscara desde o início da pandemia. Seu próprio governo decidiu reforçar as medidas: a obrigação de usar máscara, suspensa em 10 de junho, foi restabelecida a partir desta terça-feira devido a um aumento nos casos de coronavírus.

As multas de 300 leva (150 euros, 170 dólares) se multiplicaram nos transportes públicos neste país, o mais pobre da União Europeia, onde o salário médio oficial é de 700 euros (800 dólares).

Desde o início da epidemia, a Bulgária registrou 3.984 casos e 207 mortes, segundo balanço desta terça-feira.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade