Publicidade

Estado de Minas

EUA passa das 120.000 mortes por COVID-19


postado em 22/06/2020 22:37

Nesta segunda-feira (22), os Estados Unidos superaram a marca de 120.000 mortes causadas pela pandemia da COVID-19, ao registrar 425 falecimentos nas últimas 24 horas, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com dados computados até as 20H30 locais (21H30 de Brasília), este é o décimo-segundo dia consecutivo em que o total diário de óbitos é inferior a 1.000, apesar de os Estados Unidos continuarem sendo o país mais afetado pela pandemia, com 120.393 falecimentos e 2.310.7983 casos diagnosticados.

O número de vítimas fatais computados na véspera, 305 em 24 horas, foi um dos mais baixos em meses, mas os números tendem a ser menores durante o fim de semana e logo após, dependendo das informações encaminhadas pelas autoridades de saúde locais.

Muitos estados suspenderam amplamente as medidas de bloqueio, e Nova York - o epicentro do país para a pandemia - deu um grande passo nesta segunda ao permitir a reabertura de empresas não essenciais.

Apesar da queda acentuada de mortes em relação aos picos de abril, cerca de vinte estados relataram um aumento de casos nos últimos dias, e o vírus continua a afetar o sul e o oeste do país. Entre eles, a Flórida passou por 100.000 casos, dos quais quase 3.000 foram diagnosticados apenas nesta segunda-feira, segundo autoridades de saúde locais.

E o presidente Donald Trump disse nesta segunda que o número de falecidos por vírus no território americano poderia ultrapassar 150.000, embora ele insista que de dois a quatro milhões de vidas seriam perdidas se o país não tivesse tomado medidas para retardar a propagação da doença.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade