Publicidade

Estado de Minas

Las Palmas espera jogar com a presença do público na segunda divisão espanhola


postado em 01/06/2020 17:55

O Las Palmas (da 2ª divisão espanhola) espera disputar as partidas restantes do com a presença do público para concluir o campeonato, que será retomado na próxima semana, apesar da expectativa atual de que sejam jogadas com portões fechados.

"Podemos nos tornar o único estádio das grandes ligas a voltar a ter jogos com a torcida nas arquibancadas", disse o presidente Miguel Ángel Ramírez na rádio do clube das Ilhas Canárias.

"Cumpriremos tudo o que as autoridades nos pedirem e poderemos anunciar na próxima semana que os torcedores da UD Las Palmas poderão comparecer ao estádio para torcer por seu time, a partir de 13 de junho contra o Girona", disse o presidente, que negocia essa possibilidade de jogar com a presença do público.

Ramírez garantiu que está negociando com as autoridades regionais das Canárias e a LaLiga essa possibilidade, também sujeita ao fato de que a ilha de Gran Canaria entrará na próxima semana na fase III do protocolo do governo central para o confinamento, em meio à crise do coronavírus.

Esta é a última fase de desconfinamento, onde são relaxadas as restrições à abertura de lojas e hotéis e acesso a instalações esportivas, com medidas de controle da afluência e distanciamento social, embora, a princípio, seja mantida a obrigação de disputar as competições com portões fechados.

"As Ilhas Canárias são um destino seguro. Gran Canaria é um destino seguro", insistiu o presidente do Las Palmas.

O campeonato da primeira divisão começará em 11 de junho com o clássico Sevilla-Betis, enquanto que a segunda divisão será retomada no dia seguinte com quatro jogos.

A Liga disse nesta segunda-feira que "está preparando um protocolo geral para o retorno dos torcedores aos estádios há algumas semanas, algo que deverá ser adaptado a cada estádio, de acordo com a porcentagem da capacidade permitida".

"Claro, isso será para quando chegar a hora, o retorno aos estádios dependerá das autoridades sanitárias correspondentes, mas queremos trabalhar e estar preparados", afirmou a organização do campeonato espanhol.

"Ainda não descartamos que, dependendo de como a pandemia evoluir, possa haver uma porcentagem de capacidade nos estádios desde o início da próxima temporada", havia afirmado à rádio Cope, Irene Lozano, presidente do Conselho Superior de Esportes (CSD), entidade subordinada ao Ministério do Esporte da Espanha.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade