Publicidade

Estado de Minas

Avião com trabalhadores estrangeiros pousa na China pela primeira vez desde março


postado em 30/05/2020 08:01

Um avião com 200 trabalhadores estrangeiros a bordo, a maioria alemães, pousou neste sábado (30) na China, pela primeira vez desde março, quando Pequim fechou suas fronteiras devido à pandemia do novo coronavírus.

O voo, que decolou de Frankfurt, pousou no aeroporto de Tianjin, 100 km ao sudeste de Pequim, confirmaram à AFP fontes da companhia aérea Lufthansa.

A China, onde o patógeno foi detectado pela primeira vez em dezembro, fechou no final de março suas fronteiras a todos os estrangeiros que tinha vistos de residência e trabalho pelo medo de uma nova onda de infecções a partir do exterior.

Várias pessoas foram bloqueadas no exterior por esta medida, incluindo as 200 que desembarcaram neste sábado na China, que trabalham em sua maioria em empresas alemãs no país asiático.

Todas serão submetidas a exames de diagnóstico para comprovar que não estão com febre. Além disso, deverão permanecer isoladas durante 14 dias.

Um novo voo entre Frankfurt e Xangai está previsto para 3 de junho. Mais de 5.200 empresas alemãs estão implantadas na China, segundo a Câmara de Comércio em Berlim.

Aos poucos, as autoridades chinesas começam a suspender algumas restrições. Na sexta-feira, Pequim anunciou que os cidadãos de Singapura cuja presença na China for considerada indispensável para a recuperação econômica, poderão retornar ao país a partir de junho. Em um primeiro momento, no entanto, serão autorizados a retornar apenas a algumas cidades.

Atualmente, os voos internacionais entre a China e o restante do muno se limitam a uma conexão por semana por companhia e por país, mas devem aumentar nos próximos dias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade