Publicidade

Estado de Minas

Estudo mostra que mesmo doentes com formas leves da COVID-19 podem desenvolver imunidade


postado em 26/05/2020 07:49

Uma "grande maioria" dos pacientes com formas leves da COVID-19 desenvolve anticorpos que podem imunizá-los por pelo menos "várias semanas" contra a doença, de acordo com um estudo co-conduzido pelo Instituto Pasteur da França.

"Sabíamos que pessoas com formas graves da doença desenvolviam anticorpos nos primeiros 15 dias após o início dos sintomas. Agora sabemos que isso também é verdade para formas leves, mesmo que os níveis de anticorpos sejam mais baixos", explica em uma declaração um dos autores do estudo, Arnaud Fontanet, chefe do departamento de Saúde Global do Instituto Pasteur.

"Nosso estudo mostra que os níveis de anticorpos são, na maioria dos casos, compatíveis com uma proteção contra uma nova infecção por SARS-CoV-2, pelo menos até 40 dias após os primeiros sintomas", de acordo com Olivier Schwartz, responsável da unidade de vírus e imunidade do Instituto Pasteur.

"O objetivo agora é avaliar a persistência da resposta dos anticorpos a longo prazo e sua capacidade de neutralizar" o vírus, segundo Schwartz.

O estudo foi realizado com 160 pacientes membros da equipe hospitalar de Estrasburgo, no leste da França, e com formas leves da COVID-19.

Os testes sorológicos, que detectam os sinais de uma infecção passada, mostraram que quase todo o grupo (153 e 159 em 160, dependendo do tipo de teste) desenvolveu anticorpos nos primeiros 15 dias.

Outro teste determinou que 98% dos pacientes haviam desenvolvido "anticorpos neutralizantes" 28 dias depois.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade