Publicidade

Estado de Minas

Bournemouth confirma um caso positivo de coronavírus


postado em 24/05/2020 13:01

Um jogador do Bournemouth, cuja identidade não foi divulgada, apresentou resultado positivo para o novo coronavírus, sendo um dos dois casos da Premier League anunciados no sábado, informou o clube inglês em um comunicado neste domingo.

"De acordo com os protocolos da Premier League em testes positivos, ele deve ser isolado por um período de sete dias, antes de ser testado novamente em uma data posterior", afirma o texto.

Para o restante da equipe, as sessões de treinamento autorizadas na última terça continuarão nas instalações do clube, respeitando rigorosamente as instruções decretadas pelo órgão dirigente do futebol inglês.

"O campo de treinamento do clube continua sendo um ambiente de trabalho seguro para os jogadores e funcionários, que continuarão sendo submetidos aos testes de teste de COVID-19 duas vezes por semana", acrescentou o comunicado.

A confirmação desse positivo no Bournemouth ocorre um dia após o anúncio da Premier League de dois novos casos, em dois clubes diferentes, sobre mais de 996 pessoas checadas na quarta, quinta e sexta-feira. O clube do outro jogador que testou positivo no sábado é desconhecido.

Seis pessoas haviam testado positivo em exames anteriores, realizados em 17 e 18 de maio, em 748 pessoas, lembrou a instância, que não revelou suas identidades ou clubes, elevando o número total para oito.

- Dois casos no Hull City -

Entre os casos conhecidos estão um zagueiro de Watford, Adrian Mariappa, e o auxiliar-técnico do Burnley, Ian Woan.

O treinador do Watford, Nigel Pearson, revelou na sexta-feira que vários de seus jogadores ficaram em quarentena em suas casas depois que membros de suas famílias contraíram o vírus.

Ao mesmo tempo, o clube da segunda divisão Hull City confirmou dois casos positivos depois de testar 1.014 jogadores e membros das 24 equipes das categorias inferiores nas últimas 72 horas.

As duas pessoas contaminadas "são assintomáticas e não sentem nenhum efeito ruim", afirmou o clube em comunicado neste domingo.

O clube não informou se eram jogadores. Essas pessoas devem se isolar por sete dias, de acordo com as diretrizes, antes de serem submetidas a novos testes.

Vários jogadores manifestaram preocupação com a retomada da Premier League, incluindo o capitão do Watford, Troy Deeney, e o meio-campista francês do Chelsea, N'Golo Kante, que não participou do treino nesta semana.

A expectativa é de que o campeonato inglês seja retomado em junho, apesar da ameaça persistente do coronavírus.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade