Publicidade

Estado de Minas

Meteorologistas dos EUA preveem temporada de furacões mais ativa que a média


postado em 21/05/2020 13:13

A temporada de furacões no Atlântico, que vai de 1º de junho a 30 de novembro, será mais ativa que a média este ano, com três a seis furacões de categoria 3 ou mais, anunciaram na quinta-feira os meteorologistas americanos.

Há 60% de chance de a estação ter entre três e seis grandes furacões, ou seja, com ventos de 178 km/h ou mais, anunciou Neil Jacobs, chefe interino da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), em uma coletiva da imprensa por telefone.

A temporada de furacões ocorre oficialmente de 1º de junho a 30 de novembro, embora tenha começado no início deste ano com a formação no último domingo da tempestade tropical Arthur, que contornou a costa sudeste dos Estados Unidos sem tocar em terra.

Este ano, a temporada de furacões representa um desafio particular em meio à pandemia, porque alguns protocolos que são seguidos - como abrigar evacuados em academias de escolas - não são compatíveis com o distanciamento social.

"A recomendação é que, se puderem, vá com a família ou amigos ou para hotéis fora da área de evacuação", disse Carlos Castillo, da agência de emergência FEMA, em teleconferência.

Isso ocorre porque "o número de espaços (em abrigos) necessariamente diminui devido à necessidade de manter o distanciamento social", explicou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade