Publicidade

Estado de Minas

Novos pedidos de seguro-desemprego nos EUA caem para 2,43 milhões


postado em 21/05/2020 11:25

Outros 2,43 milhões de americanos ficaram sem trabalho na semana passada em meio à pandemia de coronavírus, segundo dados oficiais publicados nesta quinta-feira (21), elevando o total desde meados de março para 38,6 milhões.

O Departamento do Trabalho informou que, na semana de 10 a 16 de maio, foram registrados 2,43 milhões novas solicitações do subsídio de desemprego, um pouco acima das previsões dos analistas e abaixo do valor da semana anterior, que foi revisado para 2.687 milhões.

O confinamento no país desde o final de março para interromper o avanço da pandemia global gerou uma perda de empregos, o que elevou a taxa de desemprego de 3,5% em fevereiro para 14,7% em abril.

Aos números publicados pelo Departamento do Trabalho, devem-se acrescentar 2,2 milhões de pessoas que se beneficiaram de um programa governamental de assistência emergencial devido à pandemia, devido à falta de direitos de desemprego. Assim, a destruição de empregos na semana totalizaria 4,7 milhões.

No entanto, novos pedidos semanais de subsídios diminuíram constantemente desde a última semana de março, quando atingiram um pico de 6,8 milhões.

A consultoria Oxford Economics observou que o número de pessoas que solicitam ajuda pela primeira vez continua a cair, mas que "continua em um nível doloroso" e é dez vezes maior do que o registrado antes da pandemia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade