Publicidade

Estado de Minas

Comunicado do Business Wire :Schlumberger Limited


postado em 24/04/2020 15:55

A Schlumberger Limited (NYSE:SLB) comunicou hoje os resultados do primeiro trimestre de 2020.

-0- *T Resultados do primeiro trimestre(em milhões, exceto por quantidade de ações)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorReceitaUS$ 7.455 US$ 8.228 US$ 7.879 -9% -5%Lucro (prejuízo) antes dos impostos - base GAAPUS$ (8.089) US$ 452 US$ 509 n/s n/sReceita operacional por segmento, antes dos impostos*US$ 776 US$ 1.006 US$ 908 -23% -15%Margem operacional por segmento, antes dos impostos*10,4% 12,2% 11,5% -181 bps -112 bpsLucro líquido (prejuízo) - base GAAPUS$ (7.376) US$ 333 US$ 421 n/s n/sLucro líquido, excluindo encargos e créditos*US$ 351 US$ 545 US$ 421 -36% -17%EPS diluído (prejuízo por ação) - base GAAPUS$ (5,32) US$ 0,24 US$ 0,30 n/s n/sEPS diluído, excluindo encargos e créditos*US$ 0,25 US$ 0,39 US$ 0,30 -36% -17% Receita da América do NorteUS$ 2.279 US$ 2.454 US$ 2.738 -7% -17%Receita internacionalUS$ 5.121 US$ 5.721 US$ 5.037 -10% 2% Receita da América do Norte, excluindo CameronUS$ 1.773 US$ 1.907 US$ 2.157 -7% -18%Receita internacional, excluindo CameronUS$ 4.395 US$ 4.892 US$ 4.416 -10% - *Estas são medidas financeiras não GAAP. Consulte as seções intituladas "Encargos e créditos" e "Segmentos" para obter detalhes. n/s = não significativo *T

O CEO da Schlumberger, Olivier Le Peuch, comentou: "A receita do primeiro trimestre de US$ 7,5 bilhões caiu 9% sequencialmente e 5% na comparação anual, com a crise mundial sem precedentes em saúde e economia provocada pela pandemia da COVID-19, que afetou de forma crescente a atividade da indústria durante o trimestre. O efeito disso foi amplificado no final do trimestre por uma nova batalha por participação de mercado entre os maiores produtores de petróleo do mundo. Esse evento de "cisne negro" duplo criou choques simultâneos no suprimento e na demanda de petróleo, resultando no ambiente mais desafiador para a indústria em muitas décadas.

"Os gastos de clientes e as atividades de perfuração na América do Norte caíram, pois os preços do petróleo caíram no início do trimestre, antes de cair abruptamente em março. Isso resultou em uma redução sequencial de 7% na receita da América do Norte, para US$ 2,3 bilhões, à medida que aceleramos nossa estratégia terrestre para aprimorar nosso portfólio e redimensionar nossa presença operacional. A atividade internacional, que se espera que seja sazonalmente mais baixa sequencialmente, sofreu com interrupções nas atividades relacionadas à COVID-19 e cortes iniciais nos gastos dos clientes em resposta à queda nos preços do petróleo. Receita internacional de US$ 5,1 bilhões tem uma queda sequencial de 10%.

"O declínio sequencial da receita internacional foi conduzido pela menor atividade de inverno na área da Europa/CEI/África, particularmente na Rússia e Ásia Central e nos geomercados do Reino Unido e Europa Continental. A receita da área da América Latina também diminuiu, principalmente devido à redução nas vendas de licenças sísmicas multiclientes WesternGeco®. A receita da região do Oriente Médio e Ásia diminuiu com a queda nas vendas de produtos, após fortes vendas no final do ano e um declínio sazonal da atividade. As interrupções de atividades relacionadas à COVID-19 durante o trimestre impactaram nossas operações, particularmente na China, Malásia, Iraque, Itália, Romênia, Reino Unido, Gabão, Moçambique, Congo, Nigéria, Angola e América do Norte no exterior.

"Olhando além dos resultados sequenciais do trimestre, nossos negócios internacionais mostraram certa resiliência, com um crescimento de 2% na comparação anual, tendo como pano de fundo um ambiente operacional cada vez mais difícil. O crescimento foi impulsionado por seis geomercados - Rússia e Ásia Central, Arábia Saudita e Bahrein, Extremo Oriente e Austrália, Norte do Oriente Médio, Norte da América Latina e Noruega e Dinamarca. Apesar do ambiente desafiador, o desempenho do fluxo de caixa durante o trimestre foi forte, pois geramos US$ 784 milhões em fluxo de caixa das operações. Isso foi mais que o dobro do que geramos no mesmo trimestre do ano passado.

-0- *T Receita do primeiro trimestre por segmento(em milhões)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorCaracterização de ReservatóriosUS$ 1.311 US$ 1.643 US$ 1.459 -20% -10%Perfuração2.291 2.442 2.387 -6% -4%Produção2.703 2.867 2.890 -6% -6Êmeron1.254 1.387 1.259 -10% 0%Outros(104) (US$ 111) (116) n/s n/sUS$ 7.455 US$ 8.228 US$ 7.879 -9% -5% n/s = não significativo Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual. *T

"Por segmento de negócio, a receita do primeiro trimestre de Caracterização de Reservatórios caiu 20% sequencialmente devido a vendas sazonalmente menores de software e licenças sísmicas multiclientes, e atividade de inverno reduzida no hemisfério Norte. Os clientes começaram a cortar gastos e atividades discricionários no final do trimestre, reduzindo significativamente a atividade de exploração em vários geomarcados. A receita de perfuração caiu 6% sequencialmente, principalmente devido aos efeitos sazonais no Hemisfério Norte. A receita de produção também caiu 6% sequencialmente, impulsionada pela menor atividade dos Serviços de Poço e pelas vendas mais fracas da Artificial Lift Solutions nos mercados internacionais, enquanto a receita da OneStim® cresceu 2% sequencialmente. A receita da Cameron caiu 10% sequencialmente, principalmente devido à menor receita nos setores de Surface Systems e Valves & Process Systems em razão da atividade terrestre reduzida na América do Norte, enquanto a receita OneSubsea® diminuiu devido a menos entregas de projetos após as fortes vendas de final de ano do trimestre anterior.

"Os resultados do primeiro trimestre incluem uma cobrança de US$ 8,5 bilhões antes dos impostos, relacionada principalmente à redução no valor do ágio, ativos intangíveis e outros ativos de longa duração. Esse encargo, que é quase inteiramente não caixa, foi impulsionado pelo declínio significativo nas avaliações de mercado durante março de 2020.

"O ambiente operacional que surgiu agora é caracterizado por choques simultâneos à oferta e à demanda. A disseminação da COVID-19 levou mais de 50 países a implementar medidas de reclusão que afetam três bilhões de pessoas. A atividade econômica mundial está caindo drasticamente e a destruição da demanda por petróleo está levando a um desequilíbrio sem precedentes entre demanda e oferta na faixa de 20 a 30 milhões de barris/dia. Isso se traduz em incertezas de curto prazo nas projeções de atividade e orçamento.

"No momento, o feedback dos clientes e nossa análise indicam que o gasto global de capex deverá diminuir em cerca de 20% em 2020, com a maior parte da redução afetando a América do Norte, cuja estimativa é de que caia cerca de 40%. Por outro lado, o capex internacional de E&P; deverá diminuir em cerca de 15%. No que diz respeito aos clientes, espera-se que os independentes diminuam seus gastos mais rapidamente do que as empresas petrolíferas internacionais (International Oil Companies, IOCs), enquanto as empresas petrolíferas nacionais (National Oil Companies, NOCs) dos EUA reduziram o mínimo a esse ponto, mas podem se ajustar após o recente acordo da OPEP+. Espera-se que as sanções da FID retornem aos níveis mínimos de 2015, o que indicaria atrasos no projeto para 2021 e além.

"Nesse ambiente - cuja duração permanece incerta - planejamos vários cenários e realizamos várias ações. Para proteger nossa força de trabalho após a COVID-19, tomamos as medidas necessárias para manter nosso pessoal seguro, apoiando as pessoas afetadas, exigindo que o maior número possível de funcionários e contratados trabalhe em casa e monitorando aqueles que não podem fazê-lo e precisam estar presentes no trabalho. Para reforçar nosso controle de custos e disciplina de caixa, estamos reduzindo nossos custos estruturais e variáveis e reestruturando nossa organização para adequar as atividades sempre que necessário, incluindo pessoal de terceirização, corte de salários, redução de pessoal e fechamento de instalações. Além disso, nosso Conselho de Administração e diretores executivos concordaram voluntariamente com reduções em sua remuneração em dinheiro. Reduzimos nosso programa de investimento de capital em mais de 30% e alocamos recursos para os mercados mais resilientes, mantendo o foco na administração de capital e mantendo nosso compromisso com um sólido balanço patrimonial.

"Também estamos alavancando três fatores de nossa diferenciação de mercado. Na América do Norte, aceleramos nossa estratégia terrestre para aprimorar nosso portfólio e redimensionar nossa presença operacional. Globalmente, enfatizamos nossa capacidade de execução, resiliência operacional e agilidade organizacional. Em novas tecnologias, estamos usando na maior medida possível os recursos que desenvolvemos para oferecer suporte a operações remotas e focando em nossa estratégia digital.

"Em vista da incerteza da profundidade e extensão da contração na demanda de petróleo devido à pandemia da COVID-19 combinada com o ambiente mais fraco dos preços das commodities, voltamos nosso foco estratégico à conservação de caixa e à proteção de nosso balanço patrimonial. Portanto, tomamos a decisão prudente de reduzir nosso dividendo em 75%. O dividendo revisado apoia a proposta de valor da Schlumberger por meio de uma abordagem equilibrada das distribuições de acionistas e investimento orgânico, além de oferecer flexibilidade para enfrentar o ambiente incerto. Essa decisão reflete nosso foco em nosso programa de gerenciamento de capital, bem como nosso compromisso em manter uma posição de liquidez forte e uma classificação de crédito de grau de investimento forte que fornece acesso privilegiado aos mercados financeiros.

"A enormidade da tarefa a seguir exigirá níveis de resposta e profundidade de resiliência que ainda precisam ser totalmente realizados. Nossas ações imediatas têm sido focadas naquilo que podemos controlar para proteger nossos negócios em um setor e ambiente global incerto. Continuaremos a tomar as medidas necessárias para proteger a segurança e a saúde de nosso pessoal e buscaremos nosso desejo de ser o parceiro de desempenho preferido de nossos clientes. O futuro de nossa indústria apresenta desafios difíceis; para as pessoas e para o meio ambiente; mas no desafio estão as oportunidades. Apoiados pela resiliência e desempenho de nosso pessoal, liderança em tecnologia e força financeira, acreditamos que estamos bem posicionados para ter sucesso à medida que a indústria se recupera dessa crise sem precedentes."

Demais eventos

Em janeiro, a Schlumberger concluiu a venda de sua participação de 49% no Bloco Bandurria Sur na Argentina para a Shell Argentina S.A. e Equinor. Os recursos líquidos em caixa dessa transação, combinados com os recursos recebidos com a alienação de um projeto menor da APS, totalizaram US$ 298 milhões.

Em fevereiro, a Schlumberger emitiu 400 milhões de euros em notas de 0,25% com vencimento em 2027 e 400 milhões de euros em notas de 0,50% com vencimento em 2031. Essas notas foram posteriormente trocadas por dólares norte-americanos com uma taxa de juros média ponderada de 2,04%.

Em abril, o Conselho de Administração da Schlumberger determinou que Mark G. Papa, seu Presidente do Conselho, é "independente" segundo os padrões de listagem da Bolsa de Valores de Nova York e os próprios padrões de independência de diretor da Schlumberger. A determinação do Conselho é efetiva a partir de 1.º de abril, após a aposentadoria do Sr. Papa como presidente e CEO da Centennial Resource Development, Inc.

Em abril, a Schlumberger contratou uma linha de crédito rotativo comprometida de 1,2 bilhões de euros. Esse recurso de um ano pode ser estendido por opção da Schlumberger por até um ano adicional. A Schlumberger pode potencialmente aumentar esse recurso por meio de organização. Nenhum montante foi sacado sob este mecanismo.

Em 16 de abril de 2020, o Conselho Diretor da Schlumberger aprovou o dividendo trimestral em dinheiro de US$ 0,125 por ação das ações ordinárias em circulação, a ser pago em 9 de julho de 2020 aos acionistas registrados em 3 de junho de 2020.

Receita consolidada por área

-0- *T (em milhões)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorAmérica do NorteUS$ 2.279 US$ 2.454 US$ 2.738 -7% -17%América Latina945 US$ 1.028 992 -8% -5%Europa/CEI/África1.751 US$ 2.018 1.707 -13% 3%Oriente Médio e Ásia2.426 US$ 2.674 2.338 -9% 4%Outros54 US$ 54 104 n/s n/sUS$ 7.455 US$ 8.228 US$ 7.879 -9% -5% Receita da América do NorteUS$ 2.279 US$ 2.454 US$ 2.738 -7% -17%Receita internacionalUS$ 5.121 US$ 5.720 US$ 5.037 -10% 2% Receita da América do Norte, excluindo CameronUS$ 1.773 US$ 1.907 US$ 2.157 -7% -18%Receita internacional, excluindo CameronUS$ 4.395 US$ 4.892 US$ 4.416 -10% - n/s = não significativo Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual. *T

A receita do primeiro trimestre de US$ 7,5 bilhões caiu 9% sequencialmente A receita da América do Norte, de US$ 2,3 bilhões, diminuiu 7%, enquanto a receita internacional, de US$ 5,1 bilhões, diminuiu 10%.

América do Norte

A receita consolidada da área da América do Norte, de US$ 2,3 bilhões, foi 7% menor sequencialmente. Os gastos de clientes e as atividades de perfuração caíram junto com os preços do petróleo no início do trimestre, antes de cair abruptamente em março. A contagem de plataformas terrestres nos EUA foi 6% menor sequencialmente, incluindo uma queda de 15% nas últimas duas semanas de março. A receita terrestre na América do Norte diminuiu 4% sequencialmente à medida que aceleramos nossa estratégia terrestre para aprimorar nosso portfólio e redimensionar nossa presença operacional. Além disso, as vendas da Artificial Lift Solutions foram menores e a receita da APS diminuiu. A receita da OneStim cresceu 2%, pois sua estratégia de dimensionar para ajustar gerou uma maior utilização da frota, no entanto, a atividade caiu acentuadamente em meados de março, quando os clientes cortaram seus gastos. Começamos a empilhar mais frotas de fraturamento como resposta e reduzimos nossas frotas ativas em 27% em março.

A receita offshore da América do Norte diminuiu 14% devido à redução nas vendas de licenças sísmicas multiclientes. A receita da Cameron foi menor devido às menores vendas de Surface Systems e Valves & Process Systems.

Internacional

A receita consolidada na área da América Latina de US$ 945 milhões diminuiu 8% sequencialmente. Isso ocorreu principalmente devido às menores vendas de licenças sísmicas multiclientes da WesternGeco no México, parcialmente compensadas pela forte atividade de exploração offshore na Baía de Campeche, no México. A atividade integrada do projeto nas terras do México ficou estável em relação ao trimestre anterior. A receita no geomercado do Sul da América Latina foi estável, pois a receita do Brasil foi mais alta devido a plataformas adicionais em águas profundas e ao aumento da atividade de fraturamento na Argentina, compensada pela menor receita da Cameron pelas vendas reduzidas de Surface Systems na Argentina. A receita no geomercado do Norte da América Latina foi estável sequencialmente, pois o aumento da receita proveniente da maior produção em projetos de APS no Equador foi parcialmente compensado pela menor receita da Colômbia devido a reclusões relativas à COVID-19.

A receita consolidada da área Europa/CEI/África de US$ 1,7 bilhão diminuiu 13% sequencialmente principalmente devido à redução da atividade de inverno nos geomercados da Rússia e da Ásia Central que impactou todas as linhas de produtos. A receita no Reino Unido e na Europa Continental e nos geomercados da Noruega e Dinamarca foi sazonalmente menor devido à redução de vendas de software e produtos, diminuição da atividade de perfuração, clima extremo no inverno e interrupções relacionadas à COVID-19, principalmente em projetos offshore. A receita no geomercado da África Subsaariana caiu sequencialmente devido à diminuição das vendas de produtos e menor atividade de exploração no Gabão, Angola e África Ocidental, devido à redução dos gastos de IOC, exacerbada pelas interrupções relacionadas à COVID-19. A receita da Cameron também diminuiu devido ao fechamento temporário das instalações de fabricação na Itália, causado pela interrupção relacionada à COVID-19 que afetou os sistemas de válvulas e processo.

A receita consolidada na região do Oriente Médio e Ásia de US$ 2,4 bilhões diminuiu 9% sequencialmente, principalmente devido à menor receita no geomercado do Extremo Oriente e Austrália devido ao clima de inverno na China. Isso foi agravado pelas interrupções relacionadas à COVID-19 que impactaram a atividade terrestre, enquanto as operações offshore não foram afetadas. A receita na Austrália foi maior devido à forte atividade offshore, parcialmente compensada pela atividade reduzida devido aos ciclones offshore e incêndios florestais em terra. A receita do geomercado no Oriente Médio foi menor devido à redução nas vendas de software e produtos e à atividade de projeto de serviços de construção de poços (Well Construction Servicesm, WCS) no Iraque, que também foi impactada por interrupções relacionadas à COVID-19. A receita de WCS dos projetos LSTK (lump-sum turnkey) na Arábia Saudita foi menor após a forte atividade e a entrega de poços adicionais no quarto trimestre. A receita de WCS na Índia também foi menor devido à atividade de perfuração reduzida. A receita da Cameron caiu principalmente nos geomercados do Norte do Oriente Médio e Sudeste Asiático. Isso ocorreu devido à menor receita da OneSubsea e sistemas de perfuração, exacerbada pelo fechamento temporário das instalações de fabricação na Malásia, causado pela interrupção relacionada à COVID-19.

Caracterização de Reservatórios

-0- *T (em milhões)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorReceitaUS$ 1.311 US$ 1.643 US$ 1.459 -20% -10%Lucro operacional antes dos impostosUS$ 184 US$ 368 US$ 281 -50% -35%Margem operacional antes dos impostos14,0% 22,4% 19,3% -839 bps -525 bps Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual. *T

A receita de Caracterização de reservatórios de US$ 1,3 bilhão, dos quais 84% vieram dos mercados internacionais, diminuiu 20% sequencialmente. Isso ocorreu principalmente devido às vendas sazonais mais baixas de software e licenças sísmicas multiclientes e à atividade de inverno reduzida no Hemisfério Norte, embora os clientes tenham começado a cortar gastos e atividades discricionários no final do trimestre. Isso afetou a atividade de exploração em vários geomercados. A receita da telefonia fixa foi menor devido aos efeitos do declínio sazonal do inverno no geomercado da Rússia e Ásia Central e no Mar do Norte. A exploração offshore foi reduzida na China, Moçambique, Gabão, Angola e no Golfo do México dos EUA, com atividades também afetadas por interrupções relacionadas à COVID-19. As vendas de licenças sísmicas multiclientes na Baía de Campeche, México, e no Golfo do México dos EUA também foram menores. As vendas de software da Software Integrated Solutions (SIS), sazonalmente mais baixas, principalmente nas áreas da Europa/CEI/África e Oriente Médio e Ásia, também contribuíram para o declínio da receita.

A margem operacional antes dos impostos de caracterização de reservatórios de 14% caiu 839 bps sequencialmente devido à receita sazonalmente mais baixa da telefonia fixa no geomercado da Rússia e Ásia Central e no Mar do Norte e à diminuição da atividade de exploração em vários geomercados. As vendas mais baixas do software da SIS e das licenças sísmicas multiclientes da WesternGeco também contribuíram para a contração sequencial da margem.

Perfuração

-0- *T (em milhões)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorReceitaUS$ 2.291 US$ 2.442 US$ 2.387 -6% -4%Lucro operacional antes dos impostosUS$ 285 US$ 303 US$ 307 -6% -7%Margem operacional antes dos impostos12,4% 12,4% 12,9% 2 bps -42 bps*T

A receita de perfuração de US$ 2,3 bilhões, dos quais 75% vieram dos mercados internacionais, diminuiu 6% sequencialmente devido aos efeitos sazonais no Hemisfério Norte. A contagem de plataformas terrestres nos EUA foi 6% menor sequencialmente, incluindo uma queda de 15% nas últimas duas semanas de março. A receita também foi mais baixa, principalmente em Bits & Drilling Tools, devido à alienação dos negócios e ativos associados da DRILCO, Thomas Tools e Serviços de Pesca e Reparação (negócios Drilling Tools), consistentes com nossa estratégia de administração de capital de alta classificação no portfólio de negócios. A receita da WCS dos projetos de LSTK na Arábia Saudita foi menor após a forte atividade e a entrega de poços adicionais no quarto trimestre. A receita da WCS na Índia também foi menor devido à atividade de perfuração reduzida.

A margem operacional de perfuração de 12% antes dos impostos foi resiliente, pois permaneceu estável com o trimestre anterior, apesar do declínio sequencial da receita. Embora as margens tenham sido sazonalmente mais baixas na Rússia e no Mar do Norte, elas foram compensadas pelas margens melhoradas nas Américas. A melhoria da lucratividade na América Latina e na América do Norte foi impulsionada pela alienação dos negócios da Drilling Tools, que anteriormente diluíam as margens, enquanto as margens dos contratos WCS no Oriente Médio e na Índia se mostraram resistentes.

Produção

-0- *T (em milhões)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorReceitaUS$ 2.703 US$ 2.867 US$ 2.890 -6% -6%Lucro operacional antes dos impostosUS$ 212 US$ 253 US$ 217 -16% -2%Margem operacional antes dos impostos7,8% 8,8% 7,5% -98 bps 32 bps*T

A receita de produção, de US$ 2,7 bilhões, dos quais 61% provenientes dos mercados internacionais, apresentou uma queda de 6% sequencialmente. Isso foi impulsionado pela menor atividade dos Serviços de Poço e pelas vendas mais fracas da Artificial Lift Solutions nos mercados internacionais. A receita também diminuiu à medida que aceleramos nossa estratégia terrestre para aprimorar nosso portfólio de negócios nas terras da América do Norte, como sair do negócio de serviços de tubulação em espiral. A receita da OneStim cresceu 2%, pois sua estratégia de dimensionar para ajustar gerou uma maior utilização da frota, no entanto, a atividade caiu acentuadamente em meados de março, quando os clientes cortaram seus gastos. Começamos a empilhar mais frotas de fraturamento como resposta e reduzimos nossas frotas ativas em 27% em março.

A margem operacional de produção antes dos impostos de 8% contraiu 98 bps sequencialmente devido à redução de rentabilidade na América do Norte, enquanto as margens internacionais foram estáveis, apesar da menor receita. Embora as margens tenham sido sazonalmente mais baixas na Rússia e no Mar do Norte, elas foram totalmente compensadas pelas margens melhoradas na América Latina. Na América do Norte, a margem da APS se contraiu devido aos preços mais baixos do petróleo, mas isso foi parcialmente mitigado por nossa saída do negócio de serviços de tubulação em espiral diluída. A margem da OneStim foi plana sequencialmente.

Cameron

-0- *T (em milhões)Três meses encerrados emAlteração31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019SequencialEm relação ao ano anteriorReceitaUS$ 1.254 US$ 1.387 US$ 1.259 -10% 0%Lucro operacional antes dos impostosUS$ 121 US$ 126 US$ 148 -4% -18%Margem operacional antes dos impostos9,7% 9,1% 11,8% 57 bps -209 bps Os valores de alguns períodos anteriores foram reclassificados para manter a conformidade com o demonstrativo do período atual. *T

A receita da Cameron de US$ 1,3 bilhão, 58% dos quais são provenientes de mercados internacionais, diminuiu 10% sequencialmente devido principalmente à menor receita na América do Norte dos negócios de ciclo curto da Surface Systems e Valves & Process Systems. A receita da OneSubsea diminuiu devido a menos entregas de projetos após as fortes vendas de final de ano do trimestre anterior. A receita internacional caiu 12% sequencialmente, enquanto a receita na América do Norte caiu 7% devido à atividade terrestre mais fraca. A receita internacional foi menor devido ao fechamento temporário das instalações de fabricação na Itália e na Malásia, causado por interrupções relacionadas à COVID-19. Esses fechamentos impactaram a atividade OneSubsea, Surface Systems e Valves & Process Systems.

A margem operacional da Cameron antes dos impostos de 10% melhorou 57 bps sequencialmente, apesar da queda de 10% na receita. Isso foi impulsionado pelo mix favorável deste trimestre no portfólio OneSubsea, que foi parcialmente compensado pela rentabilidade reduzida em Drilling Systems e Surface Systems.

Destaques trimestrais

A Schlumberger está liderando o desenvolvimento de soluções digitais para aumentar o desempenho em toda a cadeia de valor de E&P.; A implantação dessas soluções no atual ambiente desafiador do setor pode ajudar os clientes a manter a continuidade dos negócios de suas equipes em todo o mundo. Os exemplos disso durante o trimestre incluem:

-- A implantação em toda a empresa do ambiente de E&P; cognitivo DELFI* por meio de uma colaboração tecnológica de sete anos com a Woodside Energy, anunciada em agosto de 2019, foi acelerada para permitir o trabalho remoto durante a pandemia da COVID-19. A implantação de uma equipe internacional de ativos da Woodside com sede no Reino Unido, programada para o final de 2020, foi concluída em 20 de março, levando menos de uma semana para finalizar por meio de uma estreita colaboração entre as equipes da Woodside e da Schlumberger.

-- A Schlumberger e o Ministério do Petróleo do Egito apresentaram juntos o Egypt Upstream Gateway, um projeto nacional único e inovador para digitalizar informações de subsuperfície e fornecer uma plataforma digital para manter os dados de subsuperfície do Egito sempre verdes. O Egypt Upstream Gateway alavancará a plataforma de subsuperfície digital GAIA* e fornecerá soluções de valor agregado adicionais - habilitadas pela tecnologia digital e experiência em domínio - usando os recursos e tecnologias do ambiente de E&P; cognitivo DELFI.

Nosso compromisso com as considerações ambientais, sociais e de governança (ESG) e com o gerenciamento responsável de recursos - naturais, humanos e econômicos - é definido pelo programa Schlumberger Global Stewardship. Isso é suportado por tecnologias próprias da bacia que podem ajudar os clientes a atingir suas próprias metas ESG, diminuindo sua pegada de carbono reduzindo as emissões de CO2. Durante o trimestre, exemplos incluem:

-- Na América do Norte, a OneStim implantou a tecnologia automatizada e inteligente de controle de taxa e pressão StimCommander Pumps* em todas as principais reservas de xisto, totalizando mais de 69.000 estágios e 140.000 horas de bombeamento. Muitos clientes reduziram os tempos de bombeamento devido a operações mais eficientes, resultando em menor consumo de combustível e menor pegada de carbono. Em 2019, o uso do controle StimCommander Pumps em todas as operações norte-americanas da OneStim reduziu o consumo de combustível diesel em mais de 500.000 galUS, representando uma redução de CO2 de pelo menos 5.000 t.

-- A Schlumberger desenvolveu uma solução adequada para a bacia para a BP Oman, a fim de obter uma redução significativa nas emissões de CO2 para limpar e produzir gás do campo de Khazzan após o fraturamento. As modificações e o design foram realizados por meio do processo de desenvolvimento de produto da Schlumberger RapidResponse*. Em 2019, a solução foi aplicada em 10 poços para retorno de fluxo para limpeza para testes de produção e reservatório. O resultado é uma redução nas emissões de CO2 de mais de 80.000 t, equivalente à remoção de 18.000 carros da estrada por um ano.

A implantação de modelos de negócios baseados em desempenho e tecnologias próprias para a bacia diferenciam ainda mais a Schlumberger no setor. Alguns exemplos disso incluem:

-- No Golfo do México dos EUA, a WCS perfurou e completou oito poços para a Shell no projeto Vito e reduziu a AFE média em 15%. As principais tecnologias implantadas para este projeto em águas profundas incluíram o sistema rotativo orientável PowerDrive Orbit*, a broca de elemento de diamante com sulcos AxeBlade* e o sistema de fluido de perfuração de reologia plana RheGuard*. Esses resultados são de um contrato integrado baseado em desempenho que entregou o projeto antes do prazo.

-- No Cygnus Field, campo offshore do Reino Unido, a Drilling & Measurements implementou o serviço de mapeamento durante a perfuração do reservatório de alta definição GeoSphere HD* e o serviço de detecção de limites de leito multicamada PeriScope HD* para Netuno em um ambiente com baixa resistividade e leitos finos que exibia muito pouca variação na resistividade. Essas tecnologias adaptadas à bacia ajudaram Netuno a entender as complexidades do reservatório em tempo real e a colocar o poço horizontal nos intervalos mais produtivos para maximizar o contato e a recuperação do reservatório.

-- Na Williston Basin, a OneStim implantou tecnologias adaptadas à bacia durante uma campanha de múltiplos poços da Lime Rock Resources para mitigar a interferência negativa do poço, o que aumentou a produção incremental de petróleo em 41% nos primeiros cinco meses em comparação com os poços pais existentes nas proximidades. A otimização do serviço de controle de geometria de fraturamento BroadBand Shield* e do serviço de monitoramento de estimulação WellWatcher Stim* confirmou a eliminação da interferência negativa no poço, resultando em economia de mais de US$ 2,1 milhões em custos de limpeza.

A adjudicação de contratos deste trimestre reflete a diversidade de nossos modelos de negócios em diferentes bacias ao redor do mundo, incluindo integração submarina offshore, sísmica multicliente, habilitação digital e alinhamento com o valor do país.

-- A Equinor concedeu à Subsea Integration Alliance um contrato exclusivo para o projeto de engenharia de front-end (FEED) em seu projeto Bacalhau (anteriormente Carcará) offshore no Brasil. O contrato é baseado em uma concessão em duas etapas. O FEED e o pré-investimento estão começando agora, com uma opção para a fase de execução em uma configuração lump-sum turnkey que inclui engenharia, suprimento, construção e instalação para todo o escopo de umbilicais, risers e linhas de fluxo e sistemas de produção submarinos. A opção pelo contrato está sujeita à decisão de investimento planejada da Equinor para o projeto Bacalhau no final de 2020. O desenvolvimento do campo incluirá 19 poços.

-- Após o bem-sucedido projeto de Fase 1 de Emenda, adquirido no Mississippi Canyon em 2019, a TGS e a Schlumberger anunciaram a segunda fase de seu projeto de nó de compensação ultralonga no Golfo do México dos EUA. A próxima fase estenderá a área de cobertura de dados de compensação ultralonga para a área de prolongamento do Northern Green Canyon e será chamada de Engagement. A aquisição do projeto, que é apoiada por pré-financiamento do setor, deve começar no segundo trimestre de 2020, com dados finais disponíveis em 2021.

-- A OMV Upstream e a Schlumberger assinaram um memorando de entendimento (MOU) por videoconferência para uma parceria estratégica para apoiar ainda mais o programa digital da OMV chamado DigitUP, usando o ambiente de E&P; cognitivo DELFI. A OMV procura reduzir o tempo de planejamento para poços de produção em 90% até o final de 2022 e reduzir a fase de desenvolvimento de projetos para 25% da prática atual até 2025. O MOU detalha o escopo técnico e os cronogramas de 12 pilotos a serem executados durante uma fase de due diligence de abril a novembro de 2020.

-- A Schlumberger abriu um centro de fabricação de classe mundial no King Salman Energy Park, que apoia o programa IKTVA (Valor Total Agregado no Reino) da Saudi Aramco para promover o crescimento econômico. O centro fabricará várias tecnologias, incluindo suspensores de revestimento e empacotadores, além de tecnologias de válvulas de isolamento, como válvulas GROVE* e válvulas de esfera com haste ascendente ORBIT*, para ajudar a melhorar a eficiência das operações de petróleo e gás na Arábia Saudita e nos países vizinhos.

A International Maritime Industries - uma joint venture entre a Saudi Aramco, Lamprell Energy Limited (LEL), Bahri e Hyundai Heavy Industries - através de sua parte interessada, a LEL, concedeu à Schlumberger um contrato para dois pacotes completos de perfuração com plataforma elevatória para perfurar poços offshore na Arábia Saudita. As plataformas serão de propriedade e operadas pela ARO Drilling, uma joint venture entre a Valaris e a Saudi Aramco. Estes são as primeiras plataformas elevatórias encomendadas em todo o mundo nos últimos cinco anos. A entrega está prevista para o 2.º trimestre de 2021. A concessão apoia o programa IKTVA da Saudi Aramco para promover o crescimento econômico.

Tabelas Financeiras

-0- *T Demonstração condensada do resultado consolidado (Perdas) (em milhões, exceto por quantidade de ações) Três meses Períodos encerrados em 31 de março de2020 2019 ReceitaUS$ 7.455 US$ 7.879 Juros e outras receitas39 14 DespesasCusto das receitas6.624 6.952 Pesquisa e engenharia173 173 Geral e administrativo127 112 Depreciações e outros (1)8.523 - Juros136 147 Lucro (prejuízo) antes dos impostosUS$ (8.089) US$ 509 Despesa com impostos (benefício) (1)(721) 79 Receita líquida (perda) (1)US$ (7.368) US$ 430 Lucro líquido atribuível à participação minoritária8 9 Lucro líquido (prejuízo) atribuível à Schlumberger (1)US$ (7.376) US$ 421 Ganhos diluídos (prejuízo) por ação da Schlumberger (1)US$ (5,32) US$ 0,30 Média de ações em circulação1.387 1.385 Média de ações em circulação presumindo diluição1.387 1.397 Depreciação e amortização incluídas nas despesas (2)US$ 792 US$ 903 *T

-0- *T (1) Consulte a seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes. (2) Inclui depreciação de propriedade, instalações e equipamentos e amortização de ativos intangíveis, custos de dados sísmicos multicliente e investimentos APS. *T

Balanço patrimonial condensado consolidado

-0- *T (em milhões)31 de março, 31 de dezembro, Ativos2020 2019 Ativo circulanteCaixa e investimentos em curto prazoUS$ 3.344 US$ 2.167 Contas a receber7.486 7.747 Outros ativos circulantes5.436 5.616 16.266 15.530 Ativos fixos8.550 9.270 Dados sísmicos multicliente556 568 Fundo de comércio12.924 16.042 Ativos intangíveis3.673 7.089 Impostos diferidos155 - Outros ativos6.470 7.813 US$ 48.594 US$ 56.312 Passivos e patrimônioPassivo circulanteContas a pagar e passivo adquiridoUS$ 10.168 US$ 10.663 Passivo estimado para imposto de renda1.157 1.209 Empréstimos de curto prazo e posição atual da dívida de longo prazo1.233 524 Dividendos a pagar704 702 13.262 13.098 Dívida de longo prazo15.409 14.770 Impostos diferidos- 491 Benefícios pós-aposentadoria936 967 Outros passivos3.004 2.810 32.611 32.136 Patrimônio15.983 24.176 US$ 48.594 US$ 56.312 *T

Liquidez

-0- *T (em milhões) Componentes da liquidez 31 de março de 2020 31 de dezembro de 2019 31 de março de 2019 Caixa e investimentos em curto prazo US$ 3.344 US$ 2.167 US$ 2.155 Empréstimos de curto prazo e posição atual da dívida de longo prazo (1.233) (524) (99) Dívida de longo prazo (15.409) (14.770) (16.449) Dívida líquida (1) US$ (13.298) US$ (13.127) US$ (14.393) Detalhes de alterações na liquidez: Três Três Meses Meses Períodos encerrados em 31 de março de2020 2019 Lucro líquido (prejuízo) antes de participação minoritáriaUS$ (7.368) US$ 430 Reduções e outros encargos, líquido de imposto7.727 - US$ 359 US$ 430 Depreciação e amortização (2)792 903 Despesa com remuneração com base em ações108 108 Alteração no capital de giro(482) (1.048) Outros7 (67) Fluxo de caixa das operações (3)US$ 784 US$ 326 Despesas de capital(407) (413) Investimentos APS(163) (151) Dados sísmicos multicliente capitalizados(35) (45) Fluxo de caixa livre (4)179 (283) Dividendos pagos(692) (692) Programa de recompra de ações(26) (98) Rendimentos de planos de ações de funcionários74 106 Receitas líquidas de alienações de ativos298 - Outros(4) (152) Aumento na dívida líquida(171) (1.119) Dívida líquida, começo do período(13.127) (13.274) Dívida líquida, final do períodoUS$ (13.298) US$ (14.393) *T

-0- *T (1) "Dívida líquida" representa a dívida bruta menos espécie, investimentos de curto prazo e investimentos em renda fixa mantidos até o vencimento. A gerência acredita que o indicador de dívida líquida oferece informações úteis sobre o nível de endividamento da Schlumberger ao informar a quantia em espécie e os investimentos que podem ser usados para amortizar dívidas. Dívida líquida é uma medida financeira não GAAP, que deve ser considerada adicionalmente, e não como substituto ou superior à dívida total. (2) Inclui depreciação de propriedade, instalações e equipamento, e amortização de ativos intangíveis, custos de dados sísmicos multicliente e investimentos APS. (3) Inclui pagamentos de indenização trabalhista de aproximadamente US$ 56 milhões e US$ 48 milhões durante os três meses encerrados em 31 de março de 2020 e 2019, respectivamente. (4) "Fluxo de caixa livre" representa o fluxo de caixa das operações menos as despesas de capital, investimentos APS e custos de dados sísmicos multicliente capitalizados. A administração acredita que o fluxo de caixa livre é uma medida de liquidez importante para a empresa e útil para os investidores e para a gestão como uma medida da capacidade da Schlumberger de geração de caixa. Uma vez que as necessidades e as obrigações do negócio são atendidas, esse dinheiro pode ser usado para reinvestir na empresa, para crescimento futuro ou para devolver aos nossos acionistas por meio de pagamentos de dividendos ou recompra de ações. O fluxo de caixa livre não representa o fluxo de caixa residual disponível para despesas discricionárias. O fluxo de caixa livre é uma medida financeira não GAAP que deve ser considerada além de, e não como substituto para, ou superior, ao fluxo de caixa livre de operações. *T

Encargos e créditos

Além de resultados financeiros determinados de acordo com os princípios contábeis geralmente aceitos (generally accepted accounting principles, GAAP) dos EUA, este comunicado de receitas do primeiro trimestre de 2020 inclui também medidas financeiras não GAAP (como definido no Regulamento G da SEC). Além das medidas financeiras não GAAP discutidas sob "Liquidez", receita líquida (perda), excluindo encargos e créditos, bem como medidas dele derivadas (incluindo EPS diluído, excluindo encargos e créditos; o lucro líquido da Schlumberger [perda], excluindo encargos e créditos; e taxa de imposto efetiva, excluindo encargos e créditos) são medidas financeiras não GAAP. A administração acredita que a exclusão dos encargos e créditos destas medidas financeiras permite avaliar, de forma mais eficaz, o período de operações da Schlumberger durante o período e identificar as tendências operacionais que poderiam ser mascarados pelos itens excluídos. Estas medidas também são utilizadas pela administração como medidas de desempenho na determinação de certa compensação de incentivo. As medidas financeiras não GAAP anteriores devem ser consideradas adicionalmente, e não como um substituto ou superior a outras medidas de desempenho financeiras preparadas de acordo com GAAP. O seguinte é uma reconciliação destas medidas não GAAP com as medidas GAAP comparáveis.

-0- *T (em milhões, exceto por quantidade de ações)Primeiro trimestre de 2020Antes dos impostosImpostosEncerrados. JurosLíquidoEPS diluídoPrejuízo líquido da Schlumberger (base GAAP) US$ (8.089) US$ (721) $8 US$ (7.376) US$ (5,32) Fundo de comércio 3.070 - - 3.070 2,21 Ativos intangíveis 3.321 815 - 2.506 1,81 Investimentos APS 1.264 (4) - 1.268 0,91 Bombeamento por pressão na América do Norte 587 133 - 454 0,33 Indenização trabalhista 202 7 - 195 0,14 Outros 79 9 - 70 0,05 Subsídio de avaliação - (164) - 164 0,12 Lucro líquido da Schlumberger, excluindo encargos e créditos US$ 434 US$ 75 US$ 8 US$ 351 US$ 0,25 Quarto trimestre de 2019Antes dos impostosImpostosEncerrados. JurosLíquidoEPS diluído*Lucro líquido da Schlumberger (base GAAP) US$ 452 US$ 109 US$ 10 US$ 333 US$ 0,24 Restruturação na América do Norte 225 51 - 174 0,12 Restruturação e outros 104 (33) - 137 0,10 Redução da força de trabalho 68 8 - 60 0,04 Liquidação de pensões 37 8 - 29 0,02 Recompra de títulos 22 5 - 17 0,01 Ganho na formação da Sensia (247) (42) - (205) (0,15) Lucro líquido da Schlumberger, excluindo encargos e créditos US$ 661 US$ 106 US$ 10 US$ 545 US$ 0,39 *T

-0- *T Não houve encargos ou créditos durante o primeiro trimestre de 2019. * A soma não bate devido ao arredondamento. *T

Segmentos

-0- *T (em milhões)Três meses encerrados em31 de março de 202031 de dezembro de 201931 de março de 2019ReceitaLucro(prejuízo)antesdos impostosReceitaLucroantes dosimpostosReceitaLucroantes dosimpostosCaracterização de ReservatóriosUS$ 1.311US$ 184 US$ 1.643 US$ 368 US$ 1,459 US$ 281 Perfuração2.291285 2.442 303 2.387 307 Produção2.703212 2.867 253 2.890 217 Cameron1.254121 1.387 126 1.259 148 Eliminações e outros(104)(26) (111) (44) (116) (45) Receita operacional por segmento, antes dos impostos776 1.006 908 Corporativos e outros(228) (215) (273) Renda de juros(1)15 8 10 Despesa com juros(1)(129) (138) (136) Encargos e créditos(2)(8.523) (209) - US$ 7.455US$ (8.089) US$ 8.228 US$ 452 US$ 7.879 US$ 509 *T

-0- *T (1) Exclui juros incluídos nos resultados do segmento. (2) Consulte a seção intitulada "Encargos e créditos" para obter detalhes. *T

Os valores de períodos anteriores foram reclassificados de acordo com o demonstrativo do período atual.

Informações complementares

-0- *T 1)Qual é a orientação para investimento de capital para o ano inteiro de 2020? O investimento de capital (composto por investimentos em capex, multiclientes e APS) para todo o ano de 2020 deverá ser de aproximadamente US$ 1,8 bilhão, o que é mais de 30% inferior a 2019. O capex deverá reduzir para aproximadamente US$ 1,2 bilhão em 2020, em comparação com US$ 1,7 bilhão em 2019. Os investimentos da APS não excederão US$ 500 milhões em 2020, em comparação com US$ 781 milhões em 2019. 2)Qual foi o fluxo de caixa operacional e o fluxo de caixa livre para o primeiro trimestre de 2020? O fluxo de caixa operacional no primeiro trimestre de 2020 foi de US$ 784 milhões. O fluxo de caixa livre do primeiro trimestre de 2020 foi de US$ 179 milhões, incluindo US$ 56 milhões em indenizações trabalhistas. 3)O que foi incluído em "Juros e outros rendimentos" para o primeiro trimestre de 2020? "Juros e outros rendimentos" para o primeiro trimestre de 2020 foi de US$ 39 milhões. Esse valor foi composto por ganhos com investimentos de método de equivalência patrimonial de US$ 24 milhões e renda de juros de US$ 15 milhões. 4)Como os rendimentos de juros e as despesas com juros mudaram durante o primeiro trimestre de 2020? A renda de juros de US$ 15 milhões do primeiro trimestre de 2020 diminuiu US$ 4 milhões sequencialmente. As despesas com juros de US$ 136 milhões reduziram US$ 10 milhões, sequencialmente. 5)Qual é a diferença entre o lucro consolidado (perda) antes dos impostos e o lucro operacional do segmento antes dos impostos da Schlumberger? A diferença consiste, principalmente, de itens corporativos, encargos e créditos e renda de juros e despesa com juros não alocados aos segmentos, bem como despesa com remuneração com base em ações, despesa com amortização associada a alguns ativos intangíveis, algumas iniciativas gerenciadas de modo centralizado e outros itens não operacionais. 6)Qual foi a taxa efetiva de imposto (ETR) para o primeiro trimestre de 2020 e qual é a orientação para a ETR no futuro? A ETR do primeiro trimestre de 2020, calculada de acordo com GAAP foi de 8,9% em comparação com 24% para o quarto trimestre de 2019. Excluindo os encargos e créditos, a ETR para o primeiro trimestre de 2020 foi de 17,2%, em comparação com 16% para o quarto trimestre de 2019. No futuro, é muito desafiador fornecer orientações sobre nossa taxa efetiva de imposto. Isso ocorre porque mudanças relativamente pequenas em nosso mix geográfico de ganhos terão um impacto desproporcional na taxa efetiva de imposto, à medida que nossa receita antes dos impostos diminui. Como resultado, nossa taxa efetiva de imposto no segundo trimestre de 2020 provavelmente aumentará em torno de 5 a 10 pontos percentuais em comparação ao primeiro trimestre. No entanto, cada mudança de ponto percentual terá um impacto significativamente menor em nossa linha de despesas tributárias e, consequentemente, no lucro líquido, em comparação com nosso passado recente. 7)Quantas ações ordinárias estavam em circulação em 31 de março de 2020 e qual foi a sua alteração a partir do fim do trimestre anterior? Havia 1,388 bilhão de ações ordinárias em circulação em 31 de março de 2020. A tabela a seguir mostra a alteração no número de ações em circulação de 31 de dezembro de 2019 a 31 de março de 2020. *T

-0- *T (em milhões)Ações em circulação em 31 de dezembro de 2019 1.385 Ações emitidas de acordo com o plano de compra de ações de funcionários 2 Aquisição de ações restritas 2 Programa de recompra de ações (1) Ações em circulação em 31 de março de 2020 1.388 *T

-0- *T 8)Qual foi o número médio ponderado de ações em circulação durante o primeiro trimestre de 2020 e o quarto trimestre de 2019? Como isso se reconcilia com o número médio de ações em circulação, presumindo a diluição, usado no cálculo do lucro diluído por ação, excluindo encargos e créditos? O número médio ponderado de ações em circulação durante o primeiro trimestre de 2020 foi de 1,387 bilhão, e de 1.384 bilhão durante o quarto trimestre de 2019. Abaixo está uma reconciliação da média ponderada de ações em circulação com relação ao número médio de ações em circulação, presumindo a diluição usada no cálculo do lucro diluído por ação, excluindo encargos e créditos. *T

-0- *T (em milhões)Primeiro trimestre 2020 Quarto trimestre 2019 Média ponderada de ações em circulação1.387 1.384 Exercício presumido de opções de compra de ações- - Ações restritas não adquiridas16 12 Média de ações em circulação, assumindo diluição1.403 1.396 *T

-0- *T 9)Qual era o saldo não amortizado do investimento da Schlumberger em projetos de APS em 31 de março de 2020? O saldo não amortizado dos investimentos da Schlumberger nos projetos APS foi de aproximadamente US$ 2,5 bilhões em 31 de março de 2020 e US$ 3,7 bilhões a 31 de dezembro de 2019. Esses valores foram incluídos em Outros ativos no Balanço patrimonial consolidado condensado da Schlumberger. 10)Quais são os componentes das despesas de depreciação e amortização no primeiro trimestre de 2020 e no quarto trimestre de 2019? Os componentes das despesas de depreciação e amortização no primeiro trimestre de 2020 e no quarto trimestre de 2019 foram os seguintes: *T

-0- *T (em milhões)Primeiro trimestre 2020 Quarto trimestre 2019 Depreciação do imobilizadoUS$ 449 US$ 451 Amortização de ativos intangíveis133 138 Amortização de custos de dados sísmicos multicliente capitalizados47 75 Amortização do investimento APS163 184 US$ 792 US$ 848 *T

-0- *T 11)Qual foi o valor de vendas multiclientes WesternGeco no primeiro trimestre de 2020? As vendas multicliente, incluindo as taxas de transferência, foram de US$ 88 milhões no primeiro trimestre de 2020 e US$ 175 milhões no quarto trimestre de 2019. 12)Qual foi a pendência da WesternGeco ao final do primeiro trimestre de 2020? A pendência da WesternGeco, que é baseada nos contratos assinados com os clientes, foi de US$ 282 milhões no final do primeiro trimestre de 2020. Era de US$ 324 milhões ao final do quarto trimestre de 2019. 13)Qual foi o índice book-to-bill das empresas de ciclo longo da Cameron? Quais foram os pedidos e os pedidos pendentes dos negócios Drilling Systems e OneSubsea da Cameron? O índice book-to-bill das empresas de ciclo longo da Cameron foi de 1,2. Os pedidos e pedidos pendentes da Drilling Systems e OneSubsea foram conforme descrito abaixo: *T

-0- *T (em milhões)PedidosPrimeiro trimestre 2020 Quarto trimestre 2019 OneSubseaUS$ 371 US$ 785 Drilling SystemsUS$ 317 US$ 170 Pedidos pendentes (no final do período)OneSubseaUS$ 2.241 US$ 2.222 Drilling SystemsUS$ 526 US$ 433 *T

-0- *T 14)Quais são os componentes dos US$ 8,5 bilhões de encargos registrados durante o primeiro trimestre de 2020? Os componentes do encargo antes dos impostos de US$ 8,5 bilhões são os seguintes (em milhões): *T

-0- *T Fundo de comércio(a) US$ 3.070 Ativos intangíveis(b) 3.321 Investimentos APS(c) 1.264 Bombeamento por pressão na América do Norte(d) 587 Indenizações trabalhistas(e) 202 Outros(f) 79 US$ 8.523 *T

-0- *T (a) Como resultado das avaliações de mercado, a Schlumberger determinou que o valor contábil de algumas de suas unidades de relatório estavam acima de seus valores justos, resultando em uma taxa de depreciação de fundo de comércio de US$ 3,1 bilhões. Essa cobrança refere-se principalmente ao fundo de comércio associado aos segmentos de perfuração e produção da Schlumberger. (b) US$ 2,2 bilhões estão relacionados à aquisição da Cameron International Corporation pela Schlumberger em 2016 e US$ 1,1 bilhões estão relacionados à aquisição da Smith International, Inc. pela Schlumberger em 2010 (c) Relaciona-se ao valor contábil de certos projetos de APS na América do Norte. (d) Consiste em ativos fixos associados aos negócios de bombeamento sob pressão na América do Norte. (e) Espera-se que a grande maioria dessas indenizações trabalhistas seja paga durante o segundo trimestre de 2020. Além disso, a Schlumberger espera registrar cobranças significativas relacionadas a indenizações trabalhistas durante o segundo trimestre de 2020. No entanto, no momento, o valor não pode ser razoavelmente estimado. (f) Relaciona-se, principalmente, a um investimento pelo método da equivalência patrimonial que foi determinado como sendo não afetado temporariamente. *T

Sobre a Schlumberger

A Schlumberger é a maior fornecedora mundial de tecnologia para caracterização, perfuração, produção e processamento de reservatórios para o setor de petróleo e gás. Com vendas de produtos e serviços em mais de 120 países e empregando aproximadamente 103.000 pessoas que representam mais de 170 nacionalidades, a Schlumberger fornece a gama mais abrangente de produtos e serviços do setor, desde a exploração até a produção, e soluções integradas de poro a oleoduto que otimizam a recuperação de hidrocarbonetos para proporcionar desempenho sustentável do reservatório.

A Schlumberger Limited tem escritórios executivos em Paris, Houston, Londres e Haia, e informou receitas de US$ 32,92 bilhões em 2019. Para obter mais informações, acesse www.slb.com.

*Marca da Schlumberger ou das empresas Schlumberger.

Observações

A Schlumberger realizará uma teleconferência para discutir o comunicado à imprensa e o panorama comercial na sexta-feira, 17 de abril de 2020. A chamada está programada para começar às 8h30m. horário da zona leste dos EUA (ET). Para acessar a teleconferência, que é aberta ao público, entre em contato com o operador da teleconferência pelo telefone +1 (844) 721-7241 na América do Norte ou +1 (409) 207-6955 fora da América do Norte, cerca de dez minutos antes do horário de início agendado para a conferência e forneça o código de acesso 4013483. Na conclusão da teleconferência, uma repetição em áudio estará disponível até 17 de maio de 2020, por meio de ligação para +1 (866) 207-1041 na América do Norte, ou +1 (402) 970-0847 fora da América do Norte e informando o código de acesso 8905486. A teleconferência será transmitida pela internet simultaneamente em www.slb.com/irwebcast apenas com áudio. Uma gravação do webcast também estará disponível no mesmo site até 17 de maio de 2020.

Este comunicado sobre os lucros do primeiro trimestre de 2020, bem como outras declarações que fazemos, contêm "declarações prospectivas" de acordo com o significado das leis federais sobre valores mobiliários, que incluem declarações que não são fatos históricos, como nossas previsões ou expectativas com relação ao panorama do negócio; crescimento da Schlumberger como um todo e cada um dos seus segmentos (e produtos e áreas geográficas específicas dentro de cada segmento); procura de petróleo e gás natural e o crescimento da produção; os preços do petróleo e do gás natural; melhorias nos procedimentos operacionais e nas tecnologias, inclusive nosso programa de transformação; despesas de capital pela Schlumberger e pelo setor de petróleo e gás; estratégias do negócio da Schlumberger e dos clientes da Schlumberger; os efeitos a reforma fiscal dos EUA; nossa taxa fiscal efetiva; os projetos APS, joint ventures e alianças da Schlumberger; metas de emissões dos gases do efeito estufa e progresso em relação a essas metas; condições econômicas e geopolíticas globais futuras e resultados futuros das operações. Essas declarações estão sujeitas a riscos e incertezas, inclusive, entre outros, mudanças nas condições econômicas globais; crises de saúde pública, como a pandemia da COVID-19, e quaisquer ações relacionadas realizadas por empresas e governos; mudanças nos gastos com produção e exploração pelos clientes da Schlumberger e mudanças no nível de desenvolvimento e exploração de petróleo e gás natural; os resultados das operações e condição financeira dos clientes e fornecedores da Schlumberger, principalmente durante períodos prolongados de preços baixos de petróleo e gás natural; condições gerais econômicas, políticas e comerciais em importantes regiões do mundo; riscos cambiais; pressão de preços; fatores climáticos e sazonais; atrasos, modificações ou cancelamentos operacionais; queda de produção; mudanças nas normas regulatórias e governamentais, inclusive as associadas com exploração de gás e petróleo offshore, fontes radioativas, explosivos, produtos químicos, serviços de fraturamento hidráulico e iniciativas relacionadas com o clima; a incapacidade da tecnologia de atender aos novos desafios da exploração; a competitividade de fontes de energia alternativa ou substitutos de produtos e outros riscos e incertezas detalhados neste comunicado de lucros do primeiro trimestre de 2019 e em nossos mais recentes formulários 10-K,10-Q e 8-K protocolados ou enviados à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (Securities and Exchange Commission, SEC). Se um ou mais desses ou outros riscos ou incertezas se materializarem (ou as consequências de tais mudanças de desenvolvimento), ou se nossas premissas subjacentes se mostrarem incorretas, os resultados reais podem divergir materialmente dos refletidos em nossas declarações prospectivas. As declarações nesta divulgação de resultados do primeiro trimestre de 2020 são feitas em 17 de abril de 2020 e a Schlumberger descarta qualquer intenção ou obrigação de atualizar ou revisar tais declarações, seja como resultado de novas informações, eventos futuros ou qualquer outra razão.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

Ver a versão original em businesswire.com: https://www.businesswire.com/news/home/20200424005513/pt/

Simon Farrant - Vice-presidente de Relacionamento com Investidores, Schlumberger Limited Joy V. Domingo - Diretor de Relacionamento com Investidores, Schlumberger Limited Escritório +1 (713) 375-3535 investor-relations@slb.com

© 2020 Business Wire, Inc. Aviso: Este documento não é de autoria da AFP e a AFP não pode se responsabilizar por seu conteúdo. Para esclarecer qualquer dúvida sobre o conteúdo, por favor, contate as pessoas/empresas indicadas neste comunicado de imprensa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade