Publicidade

Estado de Minas

BeIN pede investigação da possível compra saudita do Newcastle


postado em 22/04/2020 12:19

A possível compra do tradicional clube inglês Newcastle por um fundo saudita continua gerando reações. Após o protesto da Anistia Internacional, foi a vez do grupo audiovisual catariano BeIN pedir nesta quarta-feira (22) uma investigação da transação à Premier League.

Em mensagem enviada aos presidentes dos clubes do Campeonato Inglês, a BeIN solicitou aos mandatários que pressionassem a liga para que abrisse uma investigação para definir se os representantes sauditas são "pessoas adequadas" para comandar o Newcastle.

"Meu pedido se baseia simplesmente no papel do governo da Arábia Saudita no passado e no roubo continuo de interesses comerciais em detrimento dos clubes, da Premier League, dos colaboradores encarregados da transmissão pela televisão e do futebol em geral", escreveu Yousef Al-Obaidly, presidente da BeIN Sports.

"Não é exagero dizer que o futuro modelo econômico do futebol está em jogo", completou.

A BeIN afirma que a Arábia Saudita colocou em prática em 2017 um sistema de transmissão pirata que capta as imagens das dez emissoras esportivas do grupo catariano para retransmiti-las em países do mundo árabe via satélite.

Este serviço, batizado de BeoutQ, abandonou oficialmente estas retransmissões por satélite, mas a BeIN afirma que os decodificadores distribuídos permitem ainda aceder aos programas via internet.

De acordo com a imprensa britânica, um consórcio saudita, com aporte financeiro majoritário do príncipe herdeiro Mohammad Bin Salman, adiantou um pagamento não reembolsável de 17 milhões de libras (19,5 milhões de euros) ao proprietário do Newcastle, Mike Ashley, em meio a uma proposta de compra do clube de 300 milhões de libras (345 milhões de euros).

A Premier League deve agora verificar que os potenciais compradores cumprem uma série de critérios para acionistas e futuros dirigentes.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade