Publicidade

Estado de Minas

Extremistas mataram mais de 50 civis em aldeia de Moçambique em 7 de abril


postado em 21/04/2020 14:55

Mais de 50 civis morreram em 7 de abril em uma aldeia do norte de Moçambique durante um ataque de grupos extremistas que operam na região há mais de dois anos - informou a imprensa local nesta terça-feira (21), citando a polícia.

"Os malfeitores (...) mataram cruel e diabolicamente 52 jovens da aldeia Xitaxi, no distrito de Muidumbe" em 7 de abril, declarou o porta-voz da polícia, Orlando Mudumane, citado pela rádio nacional, classificando esses assassinatos de "massacre".

Segundo o porta-voz policial, o assassinato destes jovens aconteceu quando se negaram a se unir às fileiras dos islamistas.

"Os jovens resistiram, o que provocou a ira dos criminosos", completou.

O grupo jihadista responsável por estes ataques opera desde outubro de 2017 em toda província de Cabo Delgado, de maioria muçulmana.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade