Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

COVID-19 entra em curva descendente no estado de Nova York, epicentro da doença nos EUA

Governador reforçou que moradores continuem respeitando medidas de confinamento


postado em 19/04/2020 14:55 / atualizado em 19/04/2020 15:18

 

Governador de Nova York disse que curva da COVID-19 entrou em descendente(foto: MATTHEW CAVANAUGH/AFP)
Governador de Nova York disse que curva da COVID-19 entrou em descendente (foto: MATTHEW CAVANAUGH/AFP)

A epidemia de coronavírus no estado de Nova York, epicentro da doença nos Estados Unidos, está em curva descendente, anunciou neste domingo o governador Andrew Cuomo, que pediu aos moradores que não abandonem as medidas de confinamento.

 


"Passamos do pico e tudo indica neste momento que estamos em queda", disse Cuomo em uma entrevista coletiva, antes de advertir que a continuidade da tendência de redução depende das ações adotadas.


"A continuidade da queda depende do que fazemos, mas agora estamos na descendente", disse Cuomo, que recentemente determinou a prorrogação do confinamento obrigatório até 15 de maio.


"Devemos permanecer inteligentes e coordenados", completou o governador, que insistiu em "não comprometer" o progresso alcançado no momento em que aumentam nos Estados Unidos os protestos para exigir o fim das medidas que obrigam a população a permanecer em suas casas e que pedem a retomada das atividades econômicas.


No estado de Nova York, onde vivem 20 milhões de pessoas, foram registrados 236.000 casos do novo coronavírus, quase um terço do total nos Estados Unidos, e mais de 13.000 mortes, segundo os dados mais recentes divulgados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade