Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Coronavírus: Nova York tem mais de 13 mil mortes, e Itália, mais de 23 mil


postado em 18/04/2020 13:45

O Estado de Nova York registrou 540 novas mortes causadas pela Covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com dados do governo estadual. É uma redução em relação ao número registrado ontem, de 630 novas mortes. Destas mortes, 504 foram em hospitais e outras 36 em casas de repouso. O Estado registra 13.202 mortes em decorrência da pandemia.

O governador de Nova York, Andrew Cuomo, afirmou neste sábado que os números de novas internações e também de novas intubações por conta da doença recuaram mais uma vez, o que "novamente é uma boa notícia". Entretanto, ele considerou que ainda há uma grande quantidade de novas admissões nos hospitais do Estado por conta da doença - ontem, foram cerca de 2 mil novas entradas. "Não estamos no 'platô', mas ainda não estamos em uma boa posição", considerou.

Cuomo disse que deseja retirar Nova York da quarentena, mas que não pode fazer isso até que a quantidade de testes feitos na população seja maior. Segundo ele, uma pessoa infectada transmite a Covid-19 a outras nove; no pico da doença, uma pessoa transmitia o vírus a outras 14. Cuomo disse que uma reabertura agora poderia causar uma nova onda de contágio. "A tensão em reabrir é quão rápido você pode reabrir sem aumentar a taxa de infecção e voltar ao lugar em que estávamos", afirmou.

Ontem, o presidente americano, Donald Trump, pressionou pela reabertura nos estados do Michigan e da Virgínia. Hoje, Cuomo não citou o presidente, mas pediu, novamente, coordenação do governo federal, especialmente nas políticas de testagem, e disse que os Estados precisam de recursos. "Se o governo federal quer que façamos a reabertura, precisamos de financiamento."

Neste sábado, também no Twitter, Trump afirmou ter conversado com diferentes líderes a respeito da Covid-19, entre eles, com o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador. "Na noite de ontem, tive uma ótima conversa com o presidente do México a respeito de vários assuntos. A fronteira está muito forte!", escreveu.

Na fronteira norte do país, o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, afirmou que Canadá e EUA concordaram em manter as fronteiras fechadas por mais 30 dias para evitar a disseminação da doença. O prazo original para a reabertura era 21 de abril.

Na Itália, o número de novas mortes aumentou em 482, elevando o total a 23.227, o maior no mundo. O número de casos confirmados até o momento é de 175.925, aumento de 3.491 em relação a ontem. O número de pessoas internadas com sintomas da doença caiu em 779, para 25.007. Os dados são da Defesa Civil italiana.

Nas últimas 24 horas, a Suécia registrou mais 111 mortes causadas pela pandemia, levando o total a 1.511. Oficiais de saúde afirmam que 13.822 pessoas foram infectadas pela Covid-19. Até o momento, o país tem políticas mais liberais para combater a pandemia, proibindo apenas aglomerações de mais de 50 pessoas, e mantendo escolas, bares e restaurantes abertos.

Na África, o número de casos do novo coronavírus ultrapassou a marca de 20 mil, segundo o Centro Africano de Controle e Prevenção de Doenças. No continente, o número de mortes passa de mil. 52 dos 54 países africanos registram casos.

Em todo o mundo, segundo a Universidade Johns Hopkins, são 2,274 milhões de casos confirmados, com 156,1 mil mortes no total - este último dado não contabiliza a atualização dos números italianos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade