Publicidade

Estado de Minas

OMS: Europa segue no 'olho do furacão' do coronavírus


postado em 16/04/2020 08:55

A Europa segue no "olho do furacão" da epidemia do novo coronavírus - declarou o diretor da seção Europa da Organização Mundial da Saúde (OMS), reconhecendo também "sinais animadores" em alguns países.

"Embora nestas últimas semanas tenham havido sinais animadores no que se refere a números na Espanha, Itália, Alemanha, França e Suíça (...), nos últimos dez dias o número de casos registrados na Europa se multiplicou por dois até alcançar quase um milhão", disse Hans Kluge, em entrevista coletiva virtual, feita de Copenhague.

Além disso, completa, "os frágeis sinais positivos observados em alguns países estão atenuados por números constantes ou em elevação em outros, como Reino Unido, Turquia, Ucrânia, Bielo-Rússia e a Federação da Rússia".

"Isso significa que cerca de 50% (dos casos) da COVID-19 se encontra nesta região", afirmou.

No total, mais de dois milhões de casos do novo coronavírus foram declarados oficialmente no mundo, entre eles mais de 131.000 mortes, de acordo com balanço atualizado pela AFP.

A Europa é o continente mais afetado, com mais de 90.000 mortos. Nos Estados Unidos, onde a pandemia avança mais rápido atualmente, são 28.326 óbitos para mais de 637.000 casos.

A OMS Europa pediu aos países que "não baixem a guarda" e se assegurem de que o vírus está sob controle antes de suspenderem as restrições de movimento.

"O céu tormentoso desta pandemia ainda pesa sobre a região [...] As próximas semanas serão cruciais para a Europa", advertiu Kluge.

A divisão Europa da OMS, que se estende do Atlântico ao Pacífico, compreende 53 países tão heterogêneos quanto Rússia e Andorra, conta com mais de 687.000 casos oficiais de contágio e 52.824 mortos pelo coronavírus, conforme números da organização.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade