Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Alemanha mantém quarentena, mas flexibiliza regras de isolamento


postado em 15/04/2020 15:30

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, anunciou nesta quarta-feira, 15, em entrevista coletiva, que o país terá sua quarentena mantida até pelo menos 3 de maio. Até lá, as medidas de restrição à mobilidade e distanciamento social estarão valendo, incluindo a recomendação para que os habitantes da Alemanha sempre usem máscaras ao sair às ruas. Merkel atribuiu ao isolamento social a ausência de sobrecarga no sistema de saúde do país.

Apesar da reafirmação da quarentena, Merkel disse também que a Alemanha vai relaxar algumas restrições, promovendo, inclusive, a reabertura de escolas a partir de 4 de maio. Também será permitido que lojas de até 800 metros quadrados abram a partir da semana que vem, desde que observem regras de distanciamento e limpeza. As informações são da Dow Jones Newswires.

De acordo com o Instituto Robert Koch, a Alemanha registrou mais 285 mortes devido à covid-19 nas últimas 24 horas, e confirmou 2.486 contaminações pelo novo coronavírus no mesmo período. Desde o início da crise, 3.254 pessoas morreram de covid-19 e 127.584 contraíram a doença.

A Espanha confirmou mais 523 óbitos por causa da covid-19, o que fez as vítimas fatais da doença chegarem a 18.579, informa o governo espanhol. O número de casos subiu em 5.092 nas últimas 24 horas e chegou a 177.633 no total.

No Estado de Nova York, nos Estados Unidos, o governador Andrew Cuomo recomendou fortemente que as pessoas que precisarem sair às ruas usem máscaras ou tecidos que cubram boca e nariz. De acordo com dados divulgados pelo político democrata em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, o total de hospitalizados em decorrência da covid-19 continua diminuindo no Estado mais afetado pela doença. De ontem, 14, para hoje, 752 pessoas morreram por estarem infectadas.

Na Itália, segundo país com mais mortes por covid-19, houve mais 578 óbitos entre ontem e hoje, e mais 2.667 contaminações. No total, o país já confirmou 21.645 mortes e 165.155 contágios, informa a Defesa Civil italiana.

De acordo com a Universidade Johns Hopkins, os Estados Unidos como um todo já passaram de 610 mil infectados e chegaram a 26.950 vítimas fatais. Globalmente, as infecções somam pouco mais de dois milhões de casos.

No ranking da universidade americana, o Brasil aparece como o 14º país com mais casos de covid-19 (25.758) e 11º com mais mortes (1.590) em decorrência da doença. Ontem, 14, o Brasil registrou pela primeira vez mais 200 mortos em um período de 24 horas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade