Publicidade

Estado de Minas

Espanha vai interromper 'atividades não essenciais' por duas semanas


postado em 28/03/2020 16:19

A Espanha, segundo país do mundo com mais mortos pelo novo coronavírus, interromperá todas as "atividades não essenciais" por duas semanas, de 30 de março a 9 de abril, para impedir a disseminação do novo coronavírus, anunciou neste sábado o primeiro-ministro Pedro Sánchez.

A medida reforça o confinamento da população decretado em 14 de março e vigente até 11 de abril, em um país que, neste sábado, registrou 832 mortos pelo novo coronavírus em 24 horas, novo recorde diário.

"Todos os trabalhadores de atividades não essenciais terão que ficar em casa nas próximas duas semanas, como fazem no fim de semana", declarou Sánchez, citando como exemplo o setor da construção, que continuava em atividade, apesar do confinamento.

O premier informou que a medida será aprovada em um conselho extraordinário de ministros neste domingo. Segundo ele, o objetivo é "reduzir ainda mais a mobilidade das pessoas", prevenindo, assim, a expansão da epidemia, e "descongestionar" os hospitais, muitos deles saturados nas áreas mais castigadas do país, como Madri e Catalunha.

Os trabalhadores afetados "continuarão recebendo seu salário normalmente e irão recuperar as horas de trabalho não cumpridas paulatinamente. Estamos enfrentando as horas mais duras, mais tristes, mais amargas", reforçou Sánchez em pronunciamento na TV.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade