Publicidade

Estado de Minas

Presidente turco pede apoio concreto da Otan na Síria


postado em 09/03/2020 15:07

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu à Otan nesta segunda-feira "apoio concreto" ao seu país na Síria, onde, em sua opinião, suas forças combatem ameaças e perigos causados por nove anos de conflito.

"Esperamos apoio concreto de todos os nossos aliados nessa luta conduzida pela Turquia com grande auto-sacrifício e sozinha", disse Erdogan a repórteres em Bruxelas com o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg.

Desde sexta-feira está em vigor uma trégua entre Moscou e Ancara na província síria de Idlib (noroeste), a última fortaleza dos rebeldes sírios que o exército do presidente Bashar al-Assad tenta reconquistar desde abril, com o apoio da Rússia.

O governo turco, depois de perder 33 militares em bombardeios atribuídos a Damasco, anunciou em 1º de março uma ofensiva contra as forças do governo sírio em Idlib, também pressionado pela chegada maciça de refugiados em solo turco.

A Otan, uma organização à qual a Turquia pertence, se limitou por um momento a expressar sua solidariedade a Ancara, mas está relutante em adotar novas medidas de apoio diante das dúvidas de alguns aliados, como a França, sobre as ações turcas.

"Nossos aliados devem mostrar solidariedade ao nosso país sem discriminação e sem estabelecer condições políticas", disse o presidente turco em Bruxelas, pedindo que esse apoio seja "cumprido sem demora".

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade