Publicidade

Estado de Minas

Americanos dão detalhes sobre trégua parcial em Afeganistão


postado em 14/02/2020 18:43

A trégua parcial negociada pelos Estados Unidos com o Talibã no Afeganistão será aplicada a todo o território, disse uma autoridade norte-americana nesta sexta-feira, oferecendo detalhes do acordo que eles esperam que seja o primeiro passo de um tratado de paz.

O acordo sobre a redução da violência no país por sete dias, anunciado ontem, ainda não começou, embora a expectativa é que seja feito "muito em breve", disse o alto funcionário que pediu anonimato, à margem da Conferência sobre Segurança, uma reunião anual de defesa internacional realizada em Munique.

Uma autoridade do Talibã disse à AFP na quarta-feira que a trégua começaria nesta sexta-feira.

"O acordo sobre a redução da violência é muito específico", afirmou. "Ele se aplica em todo o país e inclui as autoridades afegãs".

Essa trégua parcial foi concluída após mais de um ano de negociações difíceis entre o Talibã e membros do governo dos EUA, que buscam acabar com a guerra mais longa que os Estados Unidos já conheceram.

O exército americano, que mobilizou entre 12.000 e 13.000 soldados no Afeganistão, verificará no terreno a realidade da redução da violência, disse a autoridade.

Os militares americanos e o grupo jihadista também previram estabelecer um canal de comunicação para resolver eventuais contratempos ou provocações de terceiras partes que tentem sabotar o acordo.

"Se os talibãs cumprirem seu compromisso, também teremos compromissos" sobre as tropas, disse o americano.

Os talibãs pedem a saída das tropas americanas do Afeganistão.

O cumprimento dessa trégua parcial pode levar a uma nova etapa de negociações entre os talibãs e o governo de Cabul, a fim de chegar a um acordo de paz.

"Acho que estamos muito perto. Acho que há boas possibilidades de que haja um acordo", disse na quarta-feira o presidente americano, Donald Trump.


Publicidade