Publicidade

Estado de Minas

EUA recupera dois corpos no local de queda de avião no Afeganistão


postado em 28/01/2020 13:42

As forças americanas recuperaram nesta terça-feira dois corpos de um de seus aviões que caiu no dia anterior no leste do Afeganistão, depois que seus pares afegãos não conseguiram chegar a essa área controlada pelo Talibã, disseram autoridades locais.

As forças armadas americanas usaram "helicópteros para evacuar os corpos do local do acidente à tarde", disse à AFP Nasir Ahmad Faqiri, chefe do conselho provincial de Ghazni. Aviões americanos monitoraram a área e "não houve combates durante a operação", acrescentou.

Por sua vez, o chefe da polícia da província, Jaled Wardak, confirmou a evacuação dos restos mortais. "Nossas forças protegeram a área e depois retornaram às suas bases", quando a operação terminou, acrescentou.

Uma tentativa das forças de segurança afegãs de obter acesso ao local fracassou na noite de segunda-feira. "Caíram em uma emboscada do Talibã em Ramak, perto do local onde o avião caiu", explicou à AFP o porta-voz da polícia de Ghazni, Ahmad Jan Sirat.

Um policial morreu em decorrência de seus ferimentos.

Por sua parte, o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, confirmou esse ataque em uma mensagem enviada à AFP, acrescentando que "o inimigo (...) foi derrotado e fugiu após sofrer baixas".

Na segunda-feira, Washington reconheceu a perda de um de seus aviões, um Bombardier E-11A (um jato executivo adaptado e equipado com dispositivos de vigilância eletrônica), usado no apoio aos drones de reconhecimento.

O Pentágono, que não forneceu um balanço oficial, disse que "não havia indícios de fogo inimigo".

O Talibã havia dito que o avião foi "abatido taticamente".

Os vídeos filmados no local do acidente mostraram homens conversando perto do avião, quase completamente queimado, bem como o que parecia ser dois corpos cobertos com cobertores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade