Publicidade

Estado de Minas

Deficiente auditivo pede na justiça legendas em vídeos pornô nos EUA

Yaroslav Suris apresentou uma demanda coletiva perante o tribunal federal no Brooklyn, em Nova York, contra os três sites e sua empresa controladora canadense


postado em 17/01/2020 20:19 / atualizado em 17/01/2020 20:26

Suris já havia processado a Fox News e o New York Post no passado com base nessa lei(foto: Pixabay/Divulgação )
Suris já havia processado a Fox News e o New York Post no passado com base nessa lei (foto: Pixabay/Divulgação )
Uma ação na justiça pode obrigar três grandes sites pornográficos, Pornhub, Redtube e Youporn, a incluir legendas em seus vídeos. A iniciativa é de um portador de deficiência auditiva.


Yaroslav Suris apresentou uma demanda coletiva na quinta-feira perante o tribunal federal no Brooklyn, em Nova York, contra os três sites e sua empresa controladora canadense, Mindgeek, por violação da lei americana de 1990 que protege as pessoas com deficiência de discriminação.


Suris já havia processado a Fox News e o New York Post no passado com base nessa lei.


Neste novo processo, ele lista uma longa série de vídeos com títulos provocativos que ele queria assistir no site pornô entre outubro e janeiro, e diz que não conseguiu entender devido à falta de legendas.


"Sem legendas, surdos e deficientes auditivos não podem se beneficiar do conteúdo do vídeo como o resto do público", escreveu o demandante no processo de 23 páginas.


Suris reivindica aos sites a inclusão das legendas e pede uma indenização por danos por um valor não especificado.


Em comunicado enviado à AFP, Corey Price, vice-presidente da Pornhub, observou que o site oferece "uma categoria com legendas" e incluiu em seu e-mail um link para a categoria em questão.


Publicidade