Publicidade

Estado de Minas

Duque apoia investigação sobre paradeiro do pai de Quintero na Colômbia


postado em 31/12/2019 16:13

O presidente Iván Duque declarou nesta terça-feira que dará todo o apoio ao volante colombiano do River Plate Juan Fernando Quintero, cujo pai desapareceu há 24 anos.

Duque destacou que ignorava o caso de Jaime Quintero, cujo paradeiro é um mistério desde 1995, quando prestava o serviço militar obrigatório no município de Carepa (noreste), subordinado ao então capitão Enrique Zapateiro, hoje comandante do Exército.

"Tudo o que pudermos fazer por esta família, que tem sofrido, para esclarecer estes fatos, vamos fazer. De parte do general Zapateiro, do Exército e do governo, vamos ajudar neste propósito".

Embora Zapateiro tenha sido absolvido judicialmente do suposto desaparecimento forçado do pai do jogador de 26 anos, seus parentes insistem que o oficial dê explicações sobre o paradeiro de Jaime Quintero.

De acordo com a versão da família, Zapateiro teria dado uma ordem para que Quintero se transferisse de Carepa para Medellín após uma suposta discussão que teria tido com o militar devido a atos de indisciplina.

"Para sua volta a Medellín, (Jaime) Quintero Cano foi enviado em um ônibus intermunicipal. (...) Mas ele nunca chegou a seu destino e desde então sua família exige que conheça seu paradeiro" relatou o jornal El Colombiano depois de entrevistar os familiares.

Quando seu pai desapareceu, o jogador tinha 2 anos de idade.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade