Publicidade

Estado de Minas

Iraque ameaça revisar relações com os EUA após bombardeios


postado em 30/12/2019 14:36

O governo iraquiano disse nesta segunda-feira que será forçado a "rever suas relações" com os Estados Unidos após os ataques contra uma facção pró-iraniana que deixou 25 mortos.

Esses ataques "violam a soberania do Iraque" e "violam as regras de engajamento" da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos presentes no Iraque para combater os jihadistas", afirmou o governo.

"Isso força o Iraque a rever suas relações e sua estrutura nas áreas de segurança, política e legal, para proteger sua soberania", acrescentou.

"As forças americanas agiram de acordo com suas prioridades políticas e não com as dos iraquianos", denunciou.

Washington disse que na noite de domingo atingiu várias bases das brigadas do Hezbollah - uma facção do Hashd al Shaabi, uma coalizão paramilitar formada para combater os jihadistas - com o objetivo de encerrar uma série de ataques com mísseis contra seus soldados e seus diplomatas nestes últimos dois meses.

"Mas a proteção do Iraque, suas bases militares, as forças que estão presentes no país e os ministérios das Relações Exteriores é de responsabilidade exclusiva das forças de segurança iraquianas", conclui o comunicado do gabinete.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade