Publicidade

Estado de Minas

Governo líbio pede ajuda militar à Turquia


postado em 27/12/2019 18:55

O Governo de Acordo Nacional da Líbia (GNA), com sede em Trípoli e reconhecido pela ONU, solicitou apoio militar da Turquia e obteve uma resposta positiva, informou nesta sexta-feira (27) um porta-voz do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

"O governo da Líbia pediu apoio militar à Turquia. Como o presidente Erdogan já disse, honraremos esse acordo", postou no Twitter Fahrettin Altun.

Na quinta-feira, Erdogan abriu caminho para uma intervenção militar direta da Turquia na Líbia, anunciando uma votação parlamentar sobre o envio de tropas em apoio ao governo de Trípoli contra o general Khalifa Haftar, que controla o leste do país.

Essa votação deve ser realizada nos dias 8 ou 9 de janeiro.

"Estamos apoiando o governo legítimo reconhecido internacionalmente na Líbia. As potências estrangeiras devem parar de apoiar grupos que agem contra o executivo líbio", escreveu Altun.

O Parlamento turco aprovou no sábado um acordo de cooperação militar e de segurança assinado com o governo do Acordo Nacional (GNA) em 27 de novembro, durante uma visita a Istambul por seu líder, Fayez al Sarraj.

Já o marechal Khalifa Haftar conta com o apoio da Arábia Saudita, Egito e Emirados Árabes Unidos, países que mantêm relações tensas com a Turquia e o Catar, outro aliado do GNA.

O presidente turco sustenta que as forças Haftar também estão recebendo apoio de uma empresa de segurança russa, dando crédito às informações publicadas na mídia e negadas por Moscou sobre a presença de mercenários russos na Líbia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade