Publicidade

Estado de Minas

Irã, China e Rússia fazem exercícios conjuntos no Oceano Índico e Golfo de Omã


postado em 27/12/2019 12:31

Irã, China e Rússia iniciaram exercícios navais conjuntos no Oceano Índico e no Golfo de Omã nesta sexta-feira, com duração de quatro dias, para "provar que o Irã não pode ser isolado", anunciou a Marinha iraniana.

Essas manobras ocorrem em um período de tensões crescentes no Golfo, desde a retirada de Washington em maio de 2018 do acordo nuclear iraniano, seguida pela restauração das sanções dos Estados Unidos que sufocam a economia iraniana.

"A mensagem desses exercícios é paz, amizade e segurança por meio de cooperação e unidade ... e seu efeito será demonstrar que o Irã não pode ser isolado", afirmou o contra-almirante Gholamreza Tahani na televisão estatal.

Tahani acrescentou que as manobras, das quais participaram a Marinha do Irã e a Guarda Revolucionária, incluiriam o resgate de navios ou piratas em chamas, além de exercícios de tiro.

A televisão estatal transmitiu imagens de um navio de guerra russo que chegou ao porto de Chabahar (sudeste), indicando que os navios chineses também estavam a caminho e chamando os três países de "novo triângulo do poder marítimo".

"O objetivo desses exercícios é fortalecer a segurança do comércio marítimo internacional, combater a pirataria e o terrorismo e compartilhar informações e experiências", afirmou o contra-almirante.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade