Publicidade

Estado de Minas

Rússia anuncia entrada em operação de mísseis hipersônicos


postado em 27/12/2019 08:55

O exército russo anunciou nesta sexta-feira a entrada em operação de seu primeiro regimento de mísseis hipersônicos Avangard, uma das novas armas desenvolvidas por Moscou e classificadas pelo presidente Vladimir Putin de "praticamente invencíveis".

"O ministro da Defesa, Serguei Shoigu, informou ao presidente Putin sobre a entrada em operação às 10H00 (4H00 de Brasília) do primeiro regimento equipado com os novos sistemas estratégicos Avangard", afirma o ministério em um comunicado citado pelas agências de notícias russas.

Em dezembro de 2018, o exército russo anunciou que o primeiro regimento de mísseis Avangard seria implantado na região de Orenburg, nos Urais.

Vladimir Putin revelou orgulhosamente em março de 2018 uma nova geração de mísseis russos, sendo o primeiro a entrar em operação o Avangard, que de acordo com Moscou é capaz de atingir 27 Ma de velocidade, ou seja, 27 vezes a velocidade do som e mais de 33.000 quilômetros por hora.

Ele também é capaz de mudar de rumo e altitude, tornando-o "praticamente invencível", segundo o presidente russo.

Putin comparou os mísseis Avangard, testados com sucesso em dezembro de 2018 com um alcance de 4.000 km, "à criação do primeiro satélite artificial da Terra".

"É um sistema de mísseis intercontinentais, não balístico. É a arma absoluta", disse Putin em junho de 2018. "Não acredito que algum país terá essa arma nos próximos anos. E nós já a temos", acrescentou.

As autoridades russas garantem que esse tipo de arma é capaz de perfurar qualquer escudo antimísseis atualmente existente.

Outra arma apontada como "invencível" por Putin, o míssil balístico intercontinental de quinta geração Sarmat, deve ser entregue às forças armadas russas em 2020.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade