Publicidade

Estado de Minas

Guerra no Afeganistão causou mais de 100.000 vítimas civis em 10 anos


postado em 26/12/2019 11:07

O conflito afegão causou mais de 100.000 vítimas civis, incluindo mortes e feridos, em dez anos, anunciou o chefe da missão das Nações Unidas no Afeganistão (MANUA) em comunicado nesta quinta-feira.

"A guerra no Afeganistão continua cobrando um preço terrível entre a população civil", disse Tadamichi Yamamoto, referindo-se ao conflito entre o Talibã e o governo afegão, apoiado pelas forças americanas.

"As baixas civis ultrapassaram recentemente 100.000 vítimas nos últimos dez anos", acrescentou o chefe do MANUA, expressando sua "extrema tristeza".

A missão da ONU, que não forneceu informações sobre esse número, contabiliza sistematicamente vítimas civis desde 2009 e publica relatórios trimestrais detalhados sobre o assunto.

Em meados de outubro, anunciou que durante o terceiro trimestre de 2019 havia sido estabelecido um recorde, com 1.174 civis mortos e 3.139 feridos.

Os Estados Unidos e o Talibã negociam um acordo de retirada das forças americanas há mais de um ano, incluindo pelo menos uma redução nas violências e garantias de segurança dos insurgentes.

Em sua declaração, Yamamoto reiterou o apelo das Nações Unidas a "todas as partes envolvidas a tomarem medidas sinceras e concretas no final da guerra".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade