Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Nove pessoas morrem em manifestações contra lei de cidadania na Índia


postado em 21/12/2019 12:56

Nove pessoas morreram em confrontos entre manifestantes e a polícia durante os protestos contra a nova lei de cidadania da Índia neste sábado, 21. Ao todo, já são 23 mortos durante as manifestações.

Segundo a polícia do Estado de Uttar Pradesh, na região norte do país, a maior parte dos mortos é composta de pessoas jovens. "Algumas morreram de ferimentos de balas, mas esses ferimentos não se devem à ação da polícia", disse um porta-voz da instituição, que afirmou que a polícia usa apenas gás lacrimogêneo para dispersar os protestos.

Uma estação de polícia e 12 veículos foram incendiados no Estado durante os protestos de hoje. O governo indiano enviou um esquadrão antiterrorista e suspendeu todos os serviços de internet na região por 48 horas.

Os manifestantes pedem a revogação da nova lei de cidadania da Índia, que permite que cristãos, hindus e outras minorias religiosas que estejam no país ilegalmente peçam a cidadania indiana, caso possam provar que foram perseguidos por causa de sua religião em Bangladesh, Paquistão ou Afeganistão, países de maioria muçulmana. Mas a lei não permite que muçulmanos pleiteiem a cidadania.

Críticos classificaram a legislação como uma violação da Constituição secular da Índia e afirmaram que se trata de um esforço do governo do primeiro-ministro Narendra Modi para marginalizar os 200 milhões de muçulmanos do país. Modi defende que a lei é um gesto humanitário.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade