Publicidade

Estado de Minas

Polícia denuncia ambientalistas por incêndios no Pará


postado em 20/12/2019 21:37

A polícia civil do Pará denunciou nesta sexta-feira quatro ambientalistas por incêndios registrados em uma área protegida, uma ação qualificada pela defesa dos jovens de "enorme injustiça".

Os quatro pertencem à brigada de incêndios de Alter do Chão, um grupo de voluntários que desde 2018 auxilia os bombeiros no combate aos incêndios florestais nesta região.

Daniel Gutierrez, João Victor Romano, Marcelo Cwerner e Gustavo Fernandes foram detidos no dia 26 de novembro, por ordem de um juiz, que dois dias depois relaxou a prisão, em meio a uma enxurrada de críticas de ONGs internacionais.

A Polícia Civil do Pará informou que os brigadistas foram denunciados pelos crimes de "dano à Área Ambiental Protegida e associação criminosa".

No relatório final da investigação, a polícia afirma que há indícios que demonstram a participação ativa dos brigadistas no eventos ligados aos incêndios em uma área de preservação ambiental em Alter do Chão, 1.360 km de Belém.

Um quinto homem também foi denunciado, mas não integra a brigada.

"A notícia do indiciamento dos integrantes da Brigada de Alter do Chão surpreende a Defesa e representa uma enorme injustiça. O indiciamento é fruto de ilegalidades e, infelizmente, indica direcionamento da investigação", declarou a equipe de advogados encarregada da defesa dos jovens.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade