Publicidade

Estado de Minas

Dez mortos em novo massacre no Congo


postado em 16/12/2019 17:01

Dez civis morreram nas primeiras horas desta segunda-feira em um ataque do grupo armado Forças Armadas Democráticas (ADF) na região congolesa de Beni, um dia após o massacre de 22 civis, informou, o administrador do território Donat Kibuana.

Membros da ADF "invadiram Kamango à noite, matando civis com facões e armas de fogo. Por enquanto, encontramos dez corpos e nove feridos", disse à AFP Pascal Saambili, responsável pela delegacia de Watalinga, acrescentando que os moradores estão abandonando a região.

"Esses ataques bárbaros são orquestrados com o objetivo de quebrar a confiança das pessoas e de desacreditar" as tropas congolesas que lançaram operações contra a ADF, escreveu a chefe da Missão das Nações Unidas no Congo (Monusco), Leila Zerrougui.

Em Kamango, uma cidade localizada a 15 km da fronteira com Uganda, os Capacetes Azuis, soldados da ONU, patrulham a região ao lado dos militares congoleses.

Originalmente, as Forças Armadas Democráticas são formadas por rebeldes muçulmanos de Uganda que se estabeleceram em 1995 no leste do Congo para realizar ataques contra Kampala.

Atualmente, a ADF não está mais realizando ataques contra a vizinha Uganda e encontra-se instalada entre a população congolesa. O grupo é acusado de massacrar centenas de civis na região de Beni desde outubro de 2014.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade