Publicidade

Estado de Minas

Agência Reuters na França em greve para protestar contra demissões


postado em 16/12/2019 13:19

Funcionários da agência de notícias Reuters na França votaram nesta segunda-feira pela realização de uma greve na terça para denunciar as demissões, de acordo com um comunicado de representantes da equipe.

O movimento visa a "denunciar os métodos de gestão, que acaba de informar por telefone seis funcionários de sua intenção de demiti-los, seis meses após um plano de economia de emprego que terminou com a saída de 20 pessoas, ou mais da metade da força de trabalho de serviço francesa", afirma o comunicado de imprensa divulgado após uma assembleia geral.

"Essas novas demissões, que reduzem pela metade a força de trabalho do serviço de fotos na França, fazem parte de uma política de redução de custos disfarçada de estratégia editorial que cria um sofrimento palpável entre os funcionários", denuncia o texto.

O grupo americano-canadense Thomson Reuters, proprietário da agência, anunciou no final de 2018 o corte de 3.200 empregos em dois anos, ou cerca de 12% de sua força de trabalho.

A reorganização afetou várias redações na Europa e resultou em vários cortes de empregos, principalmente em serviços que não falam inglês.

A equipe editorial parisiense empregava cerca de 80 pessoas antes do plano de demissão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade