Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Terremoto de magnitude 6,9 atinge o sul das Filipinas e deixa ao menos 4 mortos


postado em 15/12/2019 21:59

Um terremoto de magnitude 6,9 que atingiu o sul das Filipinas neste domingo, 15, deixou ao menos quatro mortos e causou o desabamento de um prédio de três andares. Segundo autoridades, uma das vítimas é uma menina de 6 anos, que faleceu no vilarejo de Matanao após o muro de sua casa desabar.

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia disse que o forte terremoto atingiu uma área que fica a cerca de 6 quilômetros a noroeste da cidade de Padada, na província de Davao del Sur, a uma profundidade de 30 quilômetros. Até o momento, não há risco de tsunami.

Um prédio de três andares que abrigava um supermercado e ficava no centro de Padada, entrou em colapso durante o terremoto. Conforme o governador de Davao del Sur Douglas Cagas, em entrevista à rádio DZMM, bombeiros e equipes de segurança já deram início as buscas por um número indefinido de vítimas, que ficaram presas nos escombros.

Ele também disse à rede de rádio que pessoas estão feridas por toda a província, no entanto ele não soube informar quantas seriam. Anteriormente, autoridades também disseram que algumas cidades ficaram sem energia devido ao terremoto.

Já o prefeito de Matanao, Vincent Fernandez, disse que o prédio de dois andares da prefeitura ficou seriamente danificado pelo intenso tremor, que também prejudicou as estruturas de mais duas pontes e de outros edifícios, já enfraquecidos por terremotos anteriores.

"O tremor foi diferente desta vez, não estava balançando. É como se um rolo estivesse passando por baixo", disse Fernandez à DZMM de um abrigo de emergência. Enquanto estava sendo entrevistado, ele fez uma breve pausa, dizendo que o chão estava tremendo novamente em uma das dezenas de ondas de tremores secundários, que já registraram magnitude de 5,7.

Fernandez apelou para que pacotes de comida e tendas sejam utilizadas pelos moradores que precisem de abrigo imediato contra o tempo chuvoso, já que muitos dos edifícios que funcionam como centros de evacuação foram danificados por terremotos anteriores.

O Presidente Rodrigo Duterte estava seguro com a filha em sua casa na cidade de Davao, onde o terremoto foi sentido fortemente. Ele voltou a dormir depois dos tremores, disse o Brigadeiro General Jose Niembra, que chefia a força de segurança presidencial.

As aulas na província de Davao del Sur serão suspensas na segunda-feira, 16, para permitir a verificação da estabilidade dos prédios das escolas.

Davao del Sur fica no chamado 'Círculo de Fogo do Pacífico', um arco de falhas ao redor do Oceano Pacífico, onde ocorrem a maioria dos terremotos do mundo. O local também é constantemente atingido por cerca de 20 tufões e tempestades a cada ano, o que faz das Filipinas - e seus mais de 100 milhões de habitantes - um dos países mais propensos a desastres de todo o mundo.

Apenas neste ano, a região foi atingida por vários terremotos nos últimos meses, causando algumas mortes e dezenas de feridos. Como consequência, casas, hotéis, shoppings e hospitais seguem extremamente danificados desde então./ AP


Publicidade