Publicidade

Estado de Minas

Países do TIAR aprovam punição a líderes venezuelanos


postado em 03/12/2019 20:13

Países signatários do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (TIAR) reunidos em Bogotá aprovaram nesta terça-feira punições a diversos membros do governo de Nicolás Maduro, informou a chancelaria da Colômbia.

No total, 29 pessoas, incluindo Diosdado Cabello, número dois do chavismo, sofrerão sanções econômicas e "medidas de restrição de entrada e trânsito" nos Estados membros do TIAR, destaca uma nota oficial.

Maduro reagiu qualificando de fracasso a reunião de "palhaços" dos países que integram o TIAR.

"Fracassou a reunião do TIAR. Foi uma reunião de fantoches, de palhaços", disse Maduro em rede nacional de rádio e TV.


Publicidade