Publicidade

Estado de Minas

BMW e Great Wall investem EUR 650 milhões para produzir Minis na China


postado em 29/11/2019 06:07

A montadora alemã BMW e o grupo chinês Great Wall Motor investirão 650 milhões de euros (715 milhões de dólares) em uma nova fábrica para produzir sobretudo veículos Mini elétricos, anunciou a empresa germânica nesta sexta-feira.

A construção da fábrica em Zhangjiagang, na província de Jiangsu, que terá 3.000 funcionários capacidade de produção de 160.000 unidades por ano, deve terminar em 2022, de acordo com a BMW.

A colaboração com a Great Wall "é uma etapa estratégica importante para a marca", afirmou Nicolas Peter, diretor financeiro da montadora alemã.

Além dos carros urbanos alemães, os sócios "desenvolverão carros elétricos em parceria" e a fábrica produzirá "vários modelos e marcas da Great Wall", explicou o grupo com sede em Munique.

Em 2018 as duas montadoras assinaram um acordo para criar uma empresa conjunta, a "Spotlight Automotive Limited", pmas em agosto o jornal Süddeutsche Zeitung afirmou que o projeto poderia fracassar por obstáculos regulatórios.

De acordo com Peter, a cooperação entre os dois grupos evidencia "a enorme importância para nós do mercado chinês", o maior no mundo para o setor automobilístico, apesar da desaceleração das vendas no país em consequência da conjuntura negativa e da guerra comercial. A demanda caiu no ano passado pela primeira vez desde a década de 1990.

A fábrica também permitirá que a BMW "produza em condições atrativas um grande número de carros elétricos Mini para o mercado global", disse Peter. Isso já acontece na fábrica de Oxford, no Reino Unido.

Como todo o setor automotivo europeu, a BMW tenta reduzir o nível de emissões de CO2 dos automóveis e cumprir com as normas rígidas que entrarão em vigor no próximo ano na UE, com o objetivo de evitar multas.


Publicidade