Publicidade

Estado de Minas

Caminhoneiro britânico aceita acusação pela morte de 39 imigrantes


postado em 26/11/2019 09:31

O motorista de um caminhão refrigerado no qual 39 imigrantes vietnamitas foram encontrados mortos em outubro na Inglaterra, acusado de homicídio involuntário, se declarou culpado nesta segunda-feira por "conspiração para ajudar a imigração ilegal".

Originário da província britânica da Irlanda do Norte, Maurice Robinson, 25 anos, também se declarou culpado de ter se beneficiado economicamente dessa atividade, durante sua aparição em videoconferência no tribunal criminal de Londres.

Robinson é acusado de homicídio involuntário, tráfico de pessoas, conspiração para ajudar a imigração ilegal e lavagem de dinheiro, mas nesta segunda-feira ele não se pronunciou sobre as outras acusações.

Outro homem, de 36 anos, também foi detido, no leste de Londres, anunciou na noite desta segunda-feira a polícia de Essex. Ele é suspeito de envolvimento na imigração ilegal e nos homicídios involuntários, e está em "detenção preventiva".

Um terceiro homem, Christopher Kennedy, também compareceu ao tribunal de Chelmsford, no nordeste de Londres. Este caminhoneiro da Irlanda do Norte, de 23 anos, foi detido na manhã de sexta-feira, nos arredores de Londres, sob a acusação de facilitar o tráfico de pessoas e a imigração ilegal entre maio de 2018 e outubro de 2019.

Os dois homens permanecerão detidos até a próxima audiência, no dia 13 de dezembro.

Os corpos de 31 homens e 8 mulheres, incluindo dois adolescentes de 15 anos, foram encontrados em 23 de outubro em um caminhão na propriedade industrial de Grays, leste de Londres.

O trailer do caminhão veio do porto belga de Zeebrugge. Muitas das vítimas eram de uma região pobre do Vietnã central.

Suas famílias haviam emprestado milhares de dólares para enviá-los ao Reino Unido usando traficantes de migrantes.

O drama chocou o país e expôs os perigos da imigração ilegal. A maioria dos vietnamitas migrantes ilegais acaba trabalhando em salões de manicure ou plantações ilegais de maconha no Reino Unido, reduzidos a um estado de semiescravidão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade