Publicidade

Estado de Minas

Árabe israelense condenado à prisão perpétua por matar colono judeu


postado em 25/11/2019 09:49

Um tribunal israelense condenou um árabe israelense à prisão perpétua por assassinar com uma facada, de maneira premeditada, um colono judeu na Cisjordânia ocupada, informou a justiça nesta segunda-feira.

Abed Hakim Assi, nascido em 1998, foi condenado pelo tribunal de Lod, no centro de Israel, à prisão perpétua e a pagar 258.000 shekels (67.000 euros) à viúva e aos filhos da vítima.

Em 5 de fevereiro de 2018, ele esfaqueou Itamar Ben-Gal, 29 anos, em um ponto de ônibus em frente à colônia israelense de Ariel, em um ato premeditado, capturado por imagens de vigilância, de acordo com sua própria confissão.

Mais de 600.000 colonos judeus vivem em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia, onde há um total de três milhões de palestinos.

A ONU considera ilegal essas colônias que "violam o direito internacional", de acordo com a resolução 2334 do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

No entanto, os Estados Unidos declararam na semana passada que não consideravam mais as colônias judias no território palestino contrárias ao direito internacional.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade