Publicidade

Estado de Minas

Líder birmanesa Aung San Suu Kyi vai liderar delegação no TPI


postado em 20/11/2019 13:01

A líder birmanesa Aung San Suu Kyi vai liderar a delegação oficial de seu país no Tribunal Penal Internacional (TPI), que na semana passada anunciou uma investigação sobre os crimes cometidos em Mianmar contra a minoria muçulmana rohingya.

Aung San Suu Kyi "liderará a equipe que irá a Haia para defender os interesses nacionais de Mianmar", afirma um comunicado postado na página de seu gabinete no Facebook.

Em agosto de 2017, mais de 740.000 muçulmanos rohingyas de Mianmar, um país predominantemente budista, fugiram após uma ofensiva do exército em retaliação a ataques de rohingyas.

Perseguidos pelo exército e milícias budistas, os rohingyas se refugiaram em grandes campos improvisados em Bangladesh.

Embora Mianmar não faça parte do tratado que criou o TPI, o tribunal declarou-se competente no dia 14 para investigar as deportações forçadas para Bangladesh, que assina o tratado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade