Publicidade

Estado de Minas

Câmara aprova lei que evita paralisação do orçamento dos EUA


postado em 19/11/2019 21:18

A Câmara de Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta terça-feira um projeto de lei para o orçamento com validade até 20 de dezembro, visando evitar a paralisação do governo federal devido a divergências partidárias sobre o financiamento do muro na fronteira com o México.

O Senado aprovará o texto durante a semana para seu envio à Casa Branca antes da meia-noite de quinta-feira, quando termina o atual orçamento.

O presidente Donald Trump já indicou que firmará esta lei temporária do orçamento.

Após meses de negociações, a oposição democrata e os republicanos não conseguiram um acordo de mais longo prazo, principalmente em relação ao financiamento do muro na fronteira com o México, a grande promessa de campanha de Trump para deter a imigração ilegal.

Entre os funcionários públicos existe o temor de que devido à divisão gerada pelo processo de impeachment contra Trump não se alcance um acordo de longo prazo antes de 20 de dezembro, o que provocará um novo "shutdown".

A medida aprovada na Câmara de Representantes nesta terça-feira inclui um reajuste salarial de 3,1% para os militares, verba para o grande censo planejado para 2020, e dinheiro para importantes programas no setor de saúde.

"Apesar de medidas de curto prazo não serem as ideais, esta lei foi necessária para garantir que a Câmara e o Senado sigam negociando para obter um acordo para todo o ano fiscal de 2020", declarou o congressista Tom Cole.

Desde a chegada de Trump à Casa Branca, em janeiro de 2017, os Estados Unidos já sofreram dois "shutdowns" ou paralisação de órgãos federais por falta de verbas, incluindo um de 35 dias - o mais longo da história do país - entre o final de 2018 e início de 2019.


Publicidade