Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

Trump diz que agricultores dos EUA receberão dinheiro graças a taxas à China


postado em 17/11/2019 14:33

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, escreveu em sua conta no Twitter neste domingo que os fazendeiros do país receberão "outra rodada de 'dinheiro'" por conta das tarifas comerciais a produtos da China até o feriado americano de Ação de Graças, que acontece em 28 de novembro. A postagem vem em meio a notícias de que autoridades dos dois países mantiveram conversas "produtivas" sobre a "fase 1" de um possível acordo comercial.

"As menores fazendas e fazendeiros serão os grandes beneficiários. Enquanto isso, e como vocês já devem ter notado, a China está começando a comprar muito de novo. Acordo com o Japão FEITO. Aproveitem!", escreveu Trump.

O presidente americano vem dizendo que os chineses concordaram em comprar até US$ 50 bilhões em soja, carne de porco e outros produtos agrícolas americanos, mas de acordo com a Dow Jones Newswires, fontes ligadas às discussões afirmam que a China tem resistido a se comprometer com montantes específicos, e desejaria deixar a porta aberta para um eventual recuo, se fosse o caso.

Neste domingo, a agência estatal chinesa Xinhua publicou que o vice-primeiro-ministro chinês Liu He, um membro do Comitê Central do Partido Comunista da China e o chefe do lado chinês das negociações conversaram por telefone no sábado com o Representante Comercial americano, Robert Lightizer, e o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, sobre as preocupações dos dois países sobre os termos de um acordo comercial "fase 1".

Na manhã de sexta-feira, 15, o secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, afirmou que um acordo comercial com a China será feito "com toda possibilidade". A fala de Ross, feita em entrevista à Fox Business, fez com que as bolsas de Nova York fechassem em alta na sexta-feira, com recordes de valorização intraday nos três índices.


Publicidade