Publicidade

Estado de Minas

TSE boliviano conclui apuração de votos e confirma vitória de Morales


postado em 25/10/2019 19:19

O Tribunal Supremo Eleitoral (TSE) da Bolívia concluiu nesta sexta-feira (25) seu cômputo das eleições gerais de domingo e confirmou a vitória no primeiro turno do presidente Evo Morales, com mais de 10 pontos de diferença sobre o opositor Carlos Mesa.

A presidente do TSE, María Eugenia Choque, anunciou os números finais: 47,08% para Morales e 36,51% para Mesa. Esse resultado descarta um segundo turno, um pedido dos opositores que denunciam uma fraude oficialista.

Pela lei boliviana, um candidato ganha no primeiro turno se obtiver pelo menos 40% dos votos, com 10 pontos de diferença sobre o segundo.

Mesa já anunciou que não reconhece resultados eleitorais fraudulentos e convocou a oposição a pressionar por um segundo turno, um pedido compartilhado por Brasil, União Europeia, Estados Unidos, OEA, Colômbia e Argentina.

Do outro lado, Cuba, Venezuela e México manifestaram seu apoio ao governo de La Paz e cumprimentaram Morales, no poder desde 2006.

A apuração polêmica do TSE provocou, a partir da segunda-feira, fortes protestos sociais na Bolívia, como a destruição de cinco seções regionais eleitorais e uma greve.

La Paz, Santa Cruz (leste) e Cochabamba (centro) tem registrado confrontos nas ruas quase que diariamente, enquanto em Potosí (sudoeste), Tarija (sul) e Sucre (sudeste) há piquetes em ruas e avenidas.

O vogal do TSE, Idelfonso Mamani, defendeu o processo eleitoral realizado. "Esta sala cumpriu e seguirá cumprindo fielmente a Constituição e as normas jurídicas que orientam nossa função".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade