Publicidade

Estado de Minas

Farmacêuticas alcançam acordo negociado antes de julgamento por crise de opioides nos EUA


postado em 21/10/2019 11:55

Três distribuidores farmacêuticos e um laboratório responsabilizados pela epidemia letal de dependência de opioides nos Estados Unidos alcançaram, nesta segunda-feira (21), um acordo com os demandantes, poucas horas antes do início de um grande julgamento contra as empresas - anunciou um juiz federal.

Firmado com dois condados de Ohio que lideravam o processo, o acordo foi concluído em 260 milhões de dólares, mas poderia representar bilhões de dólares para 2.700 comunidades devastadas pelo vício e pelas mortes por overdoses vinculadas a analgésicos de venda com receita nas últimas duas décadas.

O acordo envolve três dos principais distribuidores de remédios dos Estados Unidos, Cardinal Health, Amerisource Bergen e McKesson Corp., assim como o laboratório israelense de medicamentos genéricos Teva.

A rede de farmácias Walgreens vai a julgamento em uma data posterior.

"Quero agradecer a todos os advogados. Este teria sido um julgamento muito, muito interessante para presidir", afirmou o juiz Dan Polster no tribunal.

Embora o acordo inclua apenas dois condados de Ohio (Cuyahoba e Summit), ele pode estabelecer um precedente e abrir caminho para outros estados, cidades, condados e comunidades que também buscam indenizações pela crise de opioides.


Publicidade