Publicidade

Estado de Minas

Polícia prende mais manifestantes em Hong Kong


postado em 13/10/2019 12:55

A polícia de Hong Kong fez novas detenções neste domingo (13), durante protestos organizados em vários bairros por manifestantes do movimento pró-democracia.

Algumas das manifestações acabaram em confrontos entre radicais e as forças de segurança.

No bairro de Mongkok, na península de Kowloon, vários manifestantes ergueram uma barricada de bambu e foram presos. No setor de Tai Po, mais ao norte, as forças de segurança invadiram um shopping, onde os ativistas fizeram pichações acusando as lojas de apoiarem os governos de Hong Kong e de Pequim. Também houve protesto em pelo menos outros três bairros.

Em outro ato, um grupo de manifestantes transportou, escondido, uma estátua que se tornou um símbolo de sua mobilização até o topo de uma montanha emblemática da ex-colônia britânica, a Pedra do Leão, na península de Kowloon.

A estátua, chamada "Lady Liberty", obra de um artista de Hong Kong de 32 anos, retrata um manifestante com uma máscara de gás, óculos e capacete. De acordo com seu criador, Alex, o objeto foi transportado à noite, ao longo da íngreme estrada que leva ao cume, a 495 metros de altitude.

Há quatro meses, Hong Kong passa por sua pior crise política desde que o Reino Unido devolveu o território à China em 1997. Em atos quase diários, manifestantes vão às ruas para exigir reformas democráticas e denunciar a crescente interferência de Pequim nos assuntos desta região semiautônoma.


Publicidade