Publicidade

Estado de Minas

Movimento indígena no Equador diz aceitar 'diálogo direto' com Moreno


postado em 12/10/2019 14:49

O movimento indígena que protesta no Equador anunciou, neste sábado (12), que apoiará o "diálogo direto" proposto pelo presidente Lenín Moreno, visando a negociar uma saída para a crise deflagrada pelos ajustes econômicos firmados com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Depois de um processo de consulta com as comunidades, organizações, povos, nacionalidades e organizações sociais, decidimos participar do diálogo direto" com Moreno, afirmou a Confederação de Nacionalidades Indígenas (Conaie), em um comunicado.


Publicidade