Publicidade

Estado de Minas

Assange comparecerá a tribunal em Londres em 21 de outubro


postado em 11/10/2019 11:54

Um juiz britânico ordenou que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, ameaçado de extradição para os Estados Uniddos, compareça pela primeira vez pessoalmente a uma audiência em 21 de outubro para examinar se ele tem o direito à liberdade provisória.

O ativista falou nesta sexta-feira por videoconferência, em uma audiência de caráter administrativo, com o tribunal londrino de Westminster da prisão de segurança máxima de Belmarsh (sudeste de Londres). A corte examinará o pedido de extradição em 28 de fevereiro.

Assange parecia cansado e falou apenas para confirmar sua identidade e sua idade.

O juiz Tan Ikram ordenou que o ativista compareça pessoalmente em 21 de outubro, ao que o advogado de Assange, Gareth Pierce, não manifestou oposição.

A defesa de Assange pede a liberdade provisória por motivos de saúde.

Assange se refugiou em 2012 na embaixada equatoriana em Londres, depois de ser acusado de estupro na Suécia. O WikiLeaks já era famoso em todo planeta por divulgar documentos secretos americanos.

O ativista australiano foi desalojado da representação diplomática em 11 de abril de 2019, com autorização de Quito.

Assange foi detido e condenado a 50 semanas de prisão no dia 1º de maio, por violação de sua liberdade provisória.

Além das acusações nos Estados Unidos, a Suécia reabriu a investigação por estupro contra Assange em maio.


Publicidade