Publicidade

Estado de Minas

Organização do opositor russo Navalni é classificada como 'agente estrangeiro'


postado em 09/10/2019 07:31

A organização do principal opositor ao Kremlin, Alexei Navalni, foi classificada nesta quarta-feira como um "agente estrangeiro", anunciou o ministério da Justiça russo, uma medida controversa que permite maior vigilância.

O Fundo de Luta contra a Corrupção, fonte de numerosas investigações denunciando as más práticas e o estilo de vida das elites russas, já era alvo de uma investigação por "lavagem de dinheiro", suas contas foram congeladas em agosto e buscas em seus escritórios foram conduzidas em setembro.

"Um monitoramento das atividades desta organização não governamental realizada pelo ministério da Justiça determinou que ela desempenha funções de agente estrangeiro", afirmou o ministério em comunicado divulgado em seu site.

O termo "agente estrangeiro", introduzido por lei em 2012, refere-se a uma organização que recebe financiamento de outro país estrangeiro e tem uma "atividade política", um conceito muito vago.

Qualquer "agente estrangeiro" é obrigado a se apresentar como tal em qualquer comunicação ou atividade pública, está sujeito a restrições administrativas e financeiras significativas e a um aumento da vigilância.

O diretor do Fundo, Ivan Jdanov, garantiu no Twitter que a organização "é financiada apenas por cidadãos russos". "Nunca recebemos nenhum financiamento estrangeiro", acrescentou, denunciando uma tentativa de "amordaçar o Fundo".

As autoridades russas iniciaram sua investigação por "lavagem de dinheiro" no auge do movimento de contestação neste verão em Moscou, com uma série de manifestações da oposição.

Os apoiadores de Navalni estavam na linha de frente na organização dos protestos, alguns dos quais foram violentamente reprimidos.

pop/alf/cac


Publicidade