Publicidade

Estado de Minas

Morre juiz francês Louis Joinet, defensor dos direitos humanos


postado em 22/09/2019 15:49

O magistrado Louis Joinet, que trabalhou sobre e contra a impunidade dos crimes de guerra, as prisões arbitrárias e os desaparecimentos forçados no mundo, morreu neste domingo na França aos 85 anos, anunciou o Sindicato da Magistratura.

Joinet foi especialista independente da ONU na Subcomissão de Direitos Humanos durante 33 anos e um dos fundadores, em 1968, do Sindicato da Magistratura na França, considerado de esquerda.

Na Subcomissão de Direitos Humanos da ONU, o magistrado trabalhou sobre a impunidade dos crimes de guerra, as prisões arbitrárias e os desaparecimentos forçados, abordando os direitos humanos e os presos políticos nos países da América Latina, como Uruguai, Argentina e Chile, entre outros, durante as ditaduras militares.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade