Publicidade

Estado de Minas

Milhares de ativistas participam no Dia Mundial da Limpeza do planeta


postado em 21/09/2019 09:31

Milhares de ativistas participam neste sábado em praias e rios de diversas cidades do planeta em ações para retirar o lixo e chamar a atenção sobre a poluição, um dia depois de manifestações que reuniram milhões de pessoas ao redor do mundo para exigir políticas contra a mudança climática.

A operação de limpeza em massa foi organizada pela fundação 'Let's Do It', que pretende "conectar e empoderar as pessoas e organizações de todo o mundo para fazer com que nosso planeta fique livre do lixo", de acordo com seu site oficial.

Na última década, a iniciativa estimulou milhões de pessoas a sair às ruas para limpar o planeta.

Os moradores de Fiji iniciaram o trabalho ao amanhecer, recolhendo o lixo de suas praias paradisíacas, retirando pneus e motores abandonados da costa, ao oeste da capital Suva.

Na praia australiana de Bondi, os ativistas avançavam pela areia para retirar pedaços de plástico e cigarros.

Nas Filipinas, quase 10.000 pessoas tentavam limpar a baía de Manila, muito contaminada.

A poluição por plástico é um grande problema no sudeste asiático, sobretudo nas Filipinas, China, Vietnã e Indonésia.

"Nós temos que ajudar o meio ambiente, especialmente aqui, em Manila, onde há muito lixo", declarou à AFP Mae Angela Areglado, uma estudante de 20 anos, enquanto colaborava com a iniciativa, no bairro de Baseco da capital filipina.

"O plástico está afetando a vida marinha porque os animais acreditam que é comida", completou.

De acordo com um relatório da ONU, no ano passado 79% do plástico fabricado foi descartado e apenas uma ínfima do material foi reutilizado ou destruído da maneira correta, apesar de diversas iniciativas de reciclagem.

Apenas 9% das 9 bilhões de toneladas de plástico produzido no mundo foi reciclado.

- Da Ásia à Europa -

Em Hanói, capital do Vietnã, 1.400 voluntários participaram na iniciativa.

"Embora nossas ações sejam muito pequenas, como limpar o lixo na calçada, podem enviar uma mensagem muito forte", disse Hoang Thi Hoan, 19 anos, à AFP.

Na China, 30 pessoas se esforçavam para limpar o rio Xiaotaihou.

"Não se pode obter autorização para organizar grandes eventos em Pequim pelo dispositivo de segurança para as celebrações do 70º aniversário da fundação da China comunista", explicou à AFP Zhang Hongfu, da ONG Amigos da Naturaleza.

A iniciativa da fundação Let's Do It tem caráter mundial e também ganhou adeptos na Europa.

Na França, milhares de voluntários exibiram nas redes sociais suas operações, com fotografias de pilhas de lixo de todo tipo, de latas de refrigerante a objetos de plásticos e papel.

Funcionários do ministério da Ecologia francês percorreram desde sexta-feira a esplanada da região de Défense, o distrito financeiro da periferia oeste de Paris, onde recolheram mais de 12.500 bitucas de cigarro em duas horas, segundo um tuíte do ministério.


Publicidade