Publicidade

Estado de Minas

Líder de partido-chave para formar governo de Israel pede união nacional


postado em 17/09/2019 19:01

O ex-ministro israelense Avigdor Lieberman, líder de um partido considerado chave para a formação do próximo governo de Israel, defendeu nesta terça-feira um governo de "união nacional" que incorpore seu partido e os de Benjamin Netanyahu e Benny Gantz.

"Há apenas uma opção para nós, que é a formação de um amplo governo de união nacional e liberal com o Israel Beitenou (seu partido)", disse Lieberman após a publicação de pesquisas que o colocam lado a lado com o Likud, de Netanyahu, e o partido Azul e Branco, de Gantz.

O Likud (direita) obtinha entre 31 e 33 cadeiras das 120 do Parlamento israelense, e a aliança centrista Kahol Lavan (Azul e Branco) de 32 a 34 cadeiras.

Diante do equilíbrio, os resultados dos aliados potenciais de cada um serão decisivos porque a questão não é tanto quem conquistará mais cadeiras entre Netanyahu e Gantz, e sim qual dos dois poderá obter, através de alianças, os 61 deputados para a maioria no Parlamento.

De acordo com as pesquisas, até o momento nenhum bloco parece capaz de reunir este número e formar um governo após a segunda eleição legislativa em cinco meses.

A votação em abril teve um resultado semelhante, com o Likud e a aliança Kahol Lavan obtendo 35 cadeiras cada.


Publicidade